HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Sport segura e empate contra o Bragantino e fica a um passo da permanência

Card image

Créditos: (Foto: Anderson Stevens / Sport Club do Recife)

Na Ilha do Retiro, o Sport teve a chance de confirmar matematicamente sua permanência na elite do futebol nacional caso vencesse o Bragantino na noite desta segunda (15). Mas quando a bola rolou, não chegou nem perto disso. O Leão foi acuado e sufocado durante o duelo quase todo, contudo ainda assim segurou o empate em 0x0, chegando aos 42 pontos e precisando apenas que o Vasco não vença o Corinthians fora de casa para comemorar a fuga de um rebaixamento dado como certo por muitos.

Pela primeira vez no campeonato, o Rubro-negro entrou em campo com três zagueiros jogando em casa. E a formação cautelosa leonina aliada ao perfil de jogo ofensivo do time paulista resultou em um jogo que começou com os visitantes buscando se impor, controlando a partida e cercando a grande área, enquanto os pernambucanos se fechavam e esperavam a oportunidade de subir no contra-ataque.

Porém, o Massa Bruta esbarrava na retranca leonina e os donos da casa não conseguiam encaixar um contra-ataque, visto que o ataque composto por Hernane e Dalberto não conseguia sequer segurar a bola. A primeira grande chance de gol surgiu somente aos 24 minutos, quando Ewerthon ganhou na corrida para Luan Candido, invadiu a área, mas finalizou fraco para a defesa de Cleiton.

A maioria das finalizações eram feitas de fora da área sem ameaçar seriamente os goleiros. Mas o Bragantino tratou de mudar isso na reta final, quando passou a atuar com mais intensidade e assustou primeiro em voleio de Ytalo aos 38, depois em chute colocado de Claudinho aos 39, ambos para fora. Mas a blitz da equipe de Bragança não bastou para mudar o placar antes do intervalo.

O segundo tempo começou como o primeiro acabou: pressão total dos visitantes. O Leão não conseguia ter a bola por 10 segundos, perdia todos os rebotes e mesmo com muitos jogadores na contenção, não freava as investidas do adversário, que com uma rápida transição ofensiva e acionando frequentemente Claudinho, engolia os mandantes. Ytalo protagonizou as duas primeiras boas tentativas, de bicicleta aos 8 e buscando aproveitar vacilo da zaga aos 13, mas teve o chute desviado.

Aos 25, foi a vez de Luan Candido, desviando de cabeça e obrigando Luan Polli a operar um milagre. Em meio ao sufoco sofrido e o domínio absoluto dos paulistas, a única tentativa do Sport na etapa final saiu dos pés de Luciano Juba aos 40, quando o lateral esquerdo viu Cleiton adiantado e tentou marcar do meio de campo, mas mandou por cima.

A proposta rubro-negra de jogar no contra-ataque já havia sido deixada para trás, visto que não havia transição ofensiva e o time mal passava do meio de campo. Restava se defender e aproveitar a perda de intensidade devido ao desgaste da equipe de Maurício Barbieri, para segurar o 0x0 até o final e somar um ponto muito importante, que deixa os pernambucanos mais próximos do que nunca da Série A 2021.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade