HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Sport tem a missão de pontuar contra o líder para se afastar do Z4

Card image

Créditos: (Foto: Anderson Stevens / Sport Club do Recife)

Nesta quarta-feira (10), o Sport visita o líder Internacional no Beira-Rio pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em mais uma decisão nessa reta final de competição, o Leão entra em campo com a tranquilidade de não ter chances de entrar na zona de rebaixamento nesta rodada, mas ainda assim em situação delicada, visto que a distância para o primeiro time na zona é de apenas um ponto.

Do outro lado, os Colorados ocupam a primeira colocação e seguem buscando pôr fim ao jejum de 42 anos sem vencer o Brasileirão. Dono do favoritismo para o duelo, os gaúchos não perdem há dois meses e tem apenas a um ponto a mais que o vice-líder Flamengo, não podendo de maneira alguma fraquejar e perder pontos na reta final, o que promete ser um fator a mais para dificultar a vida dos pernambucanos.

E para o confronto que, pelo menos em tese, deve ser o mais difícil dentre os que ainda restam para os leoninos, o técnico Jair Ventura deve optar por repetir a escalação que conquistou os três pontos contra o Botafogo na última sexta-feira. O único desfalque na equipe rubro-negra é o lateral direito Raul Prata, que vinha sendo acionado com frequência, mas saindo do banco de reservas.

Assim, a tendência é que o garoto Ewerthon ganhe mais uma oportunidade iniciando a partida, fazendo a dobradinha com Patric pelo lado direito. O preocupante é o baixo nível de atuação do experiente lateral direito, que apesar da importância que tem no elenco, tem deixado a desejar em boa parte dos jogos no segundo turno.

Assim, se espera que o Sport inicie o embate com a seguinte formação: Luan Polli; Patric, Adryelson, Maidana e Júnior Tavares; Marcão, Betinho, Ewerthon e Thiago Neves; Marquinhos e Dalberto.

É compreensível que Jair mantenha a escalação que venceu a última partida, mas é crucial que haja uma mudança de postura em relação ao que se viu contra o Botafogo. A forma como o time sossegou no segundo tempo e se permitiu levar uma pressão desnecessária não pode se repetir, já que desta vez se trata de um adversário com muito mais qualidade, equilíbrio, intensidade e com o poder de decisão que o oponente anterior não tinha.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade