HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Abel Ferreira cumpriu pacto com Gallardo após a eliminação do River

Card image

Créditos:

No dia 12 de janeiro, i River estava cheio de raiva da visita ao Brasil, havia vencido por 2 a 0 e feito uma grande partida contra o Palmeiras , mas o resultado não foi suficiente para eliminar o time que acabou consagrando neste sábado 30 no Maracanã contra Santos.

A vitória foi angustiante, o único gol da final foi de Breno Lopes aos 99 minutos. Com esse gol e a consagração do Alviverde, foi atendido o pedido que Marcelo Gallardo fez ao colega Abel Ferreira naquela terça-feira à noite no Allianz Parque após a eliminação do Millionário. Mas ontem, nas declarações pós-jogo, o treinador português contou a sua parte da história: prometeu vencer a final e dedicá-la a ele.

“Muita gente me perguntou o que eu disse ao Gallardo. Eu disse que íamos ganhar e disse que ia dedicar isso a ele. Porque se hoje sou um treinador melhor é por causa dele ” , elogiou o treinador do novo campeão.

“Vamos comemorar, mas temos que voltar ao trabalho logo. É bom sentir essa emoção, mas temos que voltar a treinar quando antes porque ainda há muito mais coisas a conquistar ” , disse Ferreira em entrevista coletiva interrompido duas vezes por seus jogadores, que invadiram o auditório do Maracanã e até lhe deram banho com baldes d’água.

O treinador português admitiu que ainda não teve tempo para pensar no Mundial de Clubes do Catar e que, pelo mesmo motivo, não está em condições de dizer quais são as possibilidades para o Palmeiras.

“Ainda não estudei os rivais. Não estou preparado para responder a essa pergunta. Vamos aproveitar o título, vou me preparar para responder”, disse Ferreira, que também teve que interromper a entrevista por um momento devido ao choro que não quis esconder ao lembrar que vivia longe da família e que sentia falta das filhas que deixou em Portugal.

O treinador rejeitou comparações com Jorge Jesus , um dos treinadores de maior sucesso no seu país e que, segundo ele, abriu as portas aos treinadores portugueses no Brasil. “Não gosto de comparações. Cada um faz o seu caminho. O Jorge Jesus faz um trabalho completamente diferente do meu e conquistou a Libertadores em 2019 com uma equipe totalmente diferente da que tenho ”, afirmou.

Ferreira afirmou que ao agradecer o título não poderia esquecer o que foi feito pelo ex-técnico brasileiro Vanderlei Luxemburgo , que comandou o Palmeiras até ser demitido em outubro e substituído pelo português. “Esse caminho foi iniciado por Vanderlei Luxemburgo. Quando assumi o Palmeiras, já estava pronto para ser campeão ”, disse

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade