HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Nossa obsessão é vencer!

Card image

Créditos:

Que venha logo este sábado e com ele a conquista da América pelo Palmeiras.

Semana de final  de  Libertadores. As horas  vão passando e a  ansiedade vai aumentando. Para muitos torcedores será a primeira vez que acompanharão o Palmeiras em uma final continental. Este colunista que vos fala através do Atrás do Gol poderia se gabar de ser experiente em finais, afinal, será minha quarta final de Libertadores. Mas eu vos digo, não faz diferença alguma, a ansiedade é a mesma.

Confesso que me lembro muito pouco de  minha primeira final de Libertadores disputada em 1968 contra o  Estudiantes da Argentina. Tinha apenas cinco anos de idade e junto a meu saudoso pai acompanhávamos o Palmeiras por meio de um rádio ainda à válvulas e que vivia sendo consertado por meu tio, técnico de rádio e tv e também palmeirense fanático.  Esta final foi disputada em três jogos, pois o Estudiantes venceu a primeira partida, lá na Argentina, por 2 x 1. Na volta o Palmeiras fez 3 x 1 no Pacaembu, mas o regulamento não previa saldo de gols. Então, uma terceira  partida foi disputada em Montevidéu e o Estudiantes acabou vencendo por  2 x 0 e ficando com a Taça.  Lembro vagamente da decepção, mas na época a Libertadores estava longe de ser uma obsessão, como canta atualmente nossa torcida.

Mais decepcionante foi a primeira vez que fui assistir um jogo de Libertadores no estádio. Uma “estreia” para ser esquecida. O Palmeiras perdeu no Pacaembu para o poderoso Nacional do Uruguai por  3 x 0 com um show de Artime.  O ano era 1971 e o time uruguaio conquistou neste ano seu primeiro título continental.

No ano 2000 acompanhei a quarta final de Libertadores do Verdão.  Palmeiras  e Boca Juniors decidiram o torneio.  E como o Palmeiras foi prejudicado pela arbitragem nesta decisão. No jogo lá o Palmeiras foi acintosamente garfado, mas mesmo assim voltou com um empate que poderia ser até considerado bom resultado 2 x 2.  Na volta o Boca Juniors armou uma retranca irritante e conseguiu segurar o zero a zero.  Nos pênaltis, infelizmente perdemos por 4 x 2.

Mas obviamente, em uma semana de decisão de Liberta, a final que gostamos mesmo de lembrar é a de 1999. A final do nosso primeiro título. Foi sofrido, foi difícil, foi de fazer a pressão ir às alturas, mas nós vencemos. Como já narrei em outra crônica, consegui assistir a semifinal contra o River Plate no Parque Antártica, mas  a final eu tive que assistir pela TV na casa de meu primo e na companhia de meu saudoso amigo Paraná. E como foi dramático e tenso assistir pela telinha. O adversário foi o Deportivo Cali, da Colômbia. Depois de perdermos lá por 1 x 0, vencemos aqui por 2 x 1 e a decisão foi para os pênaltis.  E eu não consegui assistir as cobranças. Sai para a rua e fiquei esperando. Quando vi os Palmeirenses que assistiam ao jogo no boteco pulando e comemorando de alegria então veio o alívio, a emoção e a explosão  de felicidade.  Voltei então para comemorar com meu primo e meu amigo. Uma festa inesquecível.  A América era nossa!!!!

Sábado, dia 30 de Janeiro, teremos que acompanhar a final pela TV. Minha quarta final. Às 17 horas estaremos unidos em uma fabulosa corrente verde torcendo e empurrando nosso Palmeiras. Uma corrente que unirá os Palmeirenses jovens, em sua primeira final, aos “mais experientes” como eu, e até mesmo alguns ainda mais experientes que também acompanharam a final de 1961.  Que o comandante Abel Ferreira consiga guiar nosso time para mais uma histórica conquista e que ao final, nossos corações palmeirenses estejam palpitando forte, mas de alegria pela vitória. Que a América seja nossa outra vez!!!!

AVANTE PALESTRA!!!!!

Fubalee.  

Créditos imagem : Conmebol

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Jackson+Luiz disse:

    Vamos pra cima!!! Rumo ao Bi

  2. David G. Jesus disse:

    É HOJEEE!! AVANTI PALESTRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade