HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Palmeiras perde confronto direto, estaciona na quinta colocação e vê Brasileirão mais distante

Card image

Créditos: Cesar Greco/ O goleiro Weverton foi o destaque palmeirense, novamente salvando o time, mesmo sem conseguir impedir os dois gols tomados.

O Palmeiras perdeu por 2 a 0, no Mané Garrincha, para o Flamengo, no confronto direto válido pela 31ª rodada do Brasileirão, na noite desta quinta-feira, 21. A derrota atrapalhou os planos alviverdes de ainda disputar o campeonato, deixando o time mais distante dos primeiros colocados.

O jogo começou logo com uma chance perdida por Willian, atacante palmeirense, aos 3 minutos. Desperdiçar gols vem sendo um grande problema do time alviverde em diversas partidas. Com pouco tempo de jogo, o Flamengo conseguiu acertar a marcação e, ocupando muito bem o meio de campo e pressionando a saída de bola palmeirense, se impôs no jogo.

O primeiro tempo foi de domínio rubro-negro. Apesar disso, o time não conseguia acertar as finalizações e, claro, esbarrou em Weverton algumas vezes. O goleiro do Palmeiras tem sido o jogador mais regular e muito importante para a campanha palestrina na temporada.

O gol saiu de uma jogada questionável, em que Gabriel Barbosa roubou a bola de Danilo, o árbitro deixou seguir, mesmo com protestos dos palmeirenses, que pediam falta. Everton Ribeiro conduziu a bola até a entrada da área e chutou, mas a bola desviou na zaga palmeirense e sobrou para Bruno Henrique, que tocou para o meio da área. Arrascaeta recebeu, sem equilíbrio, conseguindo tocar na bola em direção ao gol; Weverton conseguiu atrapalhar, mas a bola passou por baixo de suas pernas. Numa cena digna de Os Trapalhões, Kuscevic tentou isolar a bola e acabou chutando em Luan, fazendo com que a trajetória mudasse para dentro da meta palestrina.

Gol feio também vale e assim seguiu o jogo. O Palmeiras estava perdido, cansado e dando muitos espaços para o adversário. O Flamengo, que é um time bom, soube aproveitar e passou toda a primeira etapa tentando construir jogadas e pressionando a equipe de Abel Ferreira.

Para o segundo tempo, o time voltou sem alterações, mas um pouco mais atento. Aproveitou o cansaço do Flamengo e passou a pressionar mais a saída de bola e tentar ficar mais com a posse. Forçando menos os passes, insistindo menos em ligação direta, o Palmeiras conseguiu controlar mais o jogo, mas também não construiu grandes chances de gol. Numa das poucas oportunidades criadas, Gabriel Menino desperdiçou: Raphael Veiga fez boa jogada e cruzou rasteiro para dentro da área. A bola sobrou para Menino, de frente para o gol, na marca do pênalti, e ele chutou cruzado, para tentar tirar do goleiro. O chute acabou passando longe do gol.

Abel Ferreira demorou um pouco para mexer. Aos 21 minutos da segunda etapa, ele optou por fazer três substituições de uma vez. Breno Lopes no lugar de Luiz Adriano, Lucas Lima no lugar de Willian e Gustavo Scarpa no lugar de Matías Viña, que claramente estava exausto. Pouco depois, aos 26, Raphael Veiga saiu para dar lugar ao atacante Pedro Acácio, que veio da base e havia estreado na vitória por 4 a 0 sobre o Corinthians.

Mesmo que o Palmeiras não tenha sofrido grandes sustos, o Flamengo ainda conseguiu chegar à meta alviverde com um pouco mais de perigo. O time voltou a fazer a marcação alta, que funcionou bem aos 35 minutos do segundo tempo. Pressionado, Gustavo Scarpa falhou e, em vez de afastar a bola, deu um passe nos pés de Bruno Henrique, que chutou colocado. Se não fosse o goleiro Weverton, que espalmou para fora, teria saído o segundo gol. Na verdade, ele veio em seguida. Na cobrança do escanteio conquistado, Gustavo Henrique cabeceou, a bola explodiu em Pedro, que ainda conseguiu ajeitar para Pepê bater de primeira, sem chances para o arqueiro alviverde.

Ainda deu tempo de Gabriel Silva entrar no lugar de Danilo, mas ele nada pôde fazer. Mesmo com 6 minutos de acréscimo, o Palmeiras estava visivelmente cansado e sem reação. Apesar de ter melhorado na segunda etapa, o time não conseguiu fazer um jogo tão bom, não conseguiu se impor, nem criar muitas chances de gols – as poucas que houve foram desperdiçadas.

O Palmeiras estaciona na quinta colocação, com 51 pontos, e o Brasileirão fica bem mais distante. Ainda restam duas finais de campeonato para jogar e é muito importante estar preparado para elas. A próxima partida é ainda pelo Campeonato Brasileiro, contra o Ceará, fora de casa, no domingo, 24. A saga insana de jogos continua.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade