HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Consistente nas últimas partidas, Diego pede passagem no Flamengo

Card image

Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Destaque do Flamengo na vitória sobre o Goiás, Diego surge como uma boa alternativa para aumentar o repertório do meio-campo rubro-negro na reta final do Brasileiro. Considerado por muitos “reserva de luxo”, o camisa 10 tem agradado nas últimas partidas e sua versatilidade pode ser crucial para encaixar um setor, que há meses não lembra o time encantador de 2019.

Alvo das críticas mais fortes nas últimas partidas, Éverton Ribeiro seria o mais cotado para “ceder” a posição. Apesar de ser um dos líderes técnicos da equipe, o camisa 7 não vive uma boa fase, e a subida de produção de Diego, justificaria essa mudança no time sem maiores transtornos.

Éverton Ribeiro vive má fase no Flamengo – Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Desde a sua chegada em 2016, Diego rodou por várias posições ao longo das temporadas: meia ofensivo centralizado, aberto e mais recuado. Porém, desde a chegada de Arrascaeta, passou a ser utilizado como segundo homem de meio-campo. A qualidade no passe e a inteligência na construção do jogo fizeram Rogério Ceni colocá-lo mais recuado, atuando como primeiro volante, diante do Ceará, numa tentativa desesperada de colocar o time mais ofensivo.

Restando nove jogos para o final do Brasileiro e com o Flamengo vivo na disputa pelo título, cada jogo é uma decisão. Nesta quinta-feira (21), o adversário será o Palmeiras, finalista da Copa do Brasil e da Libertadores, em Brasília, às 19h. O peso histórico do confronto e a diferença de apenas um ponto entre os clubes na tabela não dá margem para erros. As equipes já se conhecem e quem criar o chamado “fato novo” pode levar vantagem.

Ceni conversa com Diego na partida contra o Goiás – Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Diante desse cenário, Diego poderia ser uma das cartas de Rogério Ceni que precisaria encontrar a melhor forma de lançá-lo no time. Livre de suspensão, Gerson reforça ainda mais o meio-campo, que já tem Arrascaeta. As possibilidades táticas são inúmeras, desde uma possível saída de Éverton Ribeiro, até um quarteto sem Arão.

“O Diego Ribas fez um jogaço, na minha opinião. Primeiro jogo que ele inicia comigo. É um cara que transmite energia extremamente positiva”, o elogio do treinador do Flamengo na última segunda-feira (18), ainda em Goiânia, mostra que o jogador, de fato, pede passagem.

No treinamento dessa terça-feira (19), em Brasília, Ceni não deu pistas de uma possível alteração na equipe para encarar o Palmeiras. A última atividade preparatória acontece nesta quarta-feira (20). O Flamengo é o 4º colocado do Brasileirão com 52 pontos.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade