HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Rumo ao seu primeiro triunfo contra o CAP, Dado segue em busca de tirar o Bahia do Z4.

Card image

Créditos: Divulgação E.C Bahia

Já vivendo uma fase tanto quanto conturbada nos últimos tempos, o Bahia encara nessa quarta-feira (20/01) o Athletico Paranaense em busca de reencontrar-se com o triunfo, algo que já não acontece desde a 21º rodada, em que venceu o também paranaense Coritiba. De lá para cá o tricolor teve 8 partidas em que pontuou apenas em 1, que foi justamente na última contra o Atlético-GO e que terminou com um empate.

A partida contra o CAP que chega a Salvador com 7 desfalques será válida pela 31º rodada e não pela 30º (contra o Corinthians que foi adiada e ficará para ser disputada somente no dia 28/01), essa será a chance de Dado Cavalcanti realmente por suas ideias em prática como comandante do Bahia na Fonte Nova. Contra o Inter, partida realizada com Dado já na beira do gramado, o treinador foi anunciado pelo Esquadrão no meio da semana que antecedeu o jogo e não teve um tempo mínimo para de fato propor seu estilo de trabalho.

Além disso, o técnico segue com a pressão por triunfos que só cresce a cada partida, ainda mais pelo fato de Fortaleza, Sport e Vasco terem perdido seus jogos na rodada 30, com esses 3 permanecendo com 32 pontos na tabela, 3 a frente do Bahia. Lembrando que o time da colina também possuí um jogo a menos.

Para o Bahia somar pontos aos seus 39 conquistados até aqui, e consequentemente sair da incômoda 17º posição, o time terá o retorno de Lucas Fonseca que estava afastado por lesão, mas ainda poderá ter nomes anunciados momentos antes da partida como baixas no elenco por conta de possíveis casos de Covid-19. No último jogo com as peças que tinha a disposição, embora tenha pontuado, Dado promoveu um time bastante ofensivo na escalação que traduziu na prática numa maior exposição defensiva e falta de clareza na criação de jogadas.

Com isso, o desafio do treinador que preza por um futebol propositivo será de finalmente conseguir sanar o grande problema do Bahia nessa temporada 2020: a defesa. Com o maior número de gols sofridos (51) no Brasileirão, o Bahia precisará já nessa quarta mostrar que nesses 9 dias de preparação foram suficientes os trabalhos para estabilizar esse setor e a partir disso permitir que a mentalidade ofensiva de Dado possa ser vista em campo e assim o Bahia volte a vencer.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade