HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Perspectivas do Cruzeiro para o ano de 2021

Card image

Créditos:

O ano de 2021 é um momento especial para a torcida do Cruzeiro, pois comemoramos o nosso centenário. Assim, a história de conquistas que o Cruzeiro traçou ao longo desse primeiro século de existência será exaltada e comemorada de maneira constante, pelo clube e por sua torcida. Contudo, existem prognósticos pouco animadores para os torcedores celestes nesse ano. A pandemia da Covid-19 vem assolando a sociedade e causando danos pessoais, sociais e econômicos. Como no futebol não é diferente, os clubes estão com a receita escassa, já não fazem tantas contratações e os patrocinadores não possuem tanta firmeza e confiança em investir nesses tempos, visto que não existe torcida nos estádios (medida para conter o avanço do vírus) e, portanto, as verbas de bilheterias que são essenciais para os clubes estão, temporiamente, suspensas.

Somadas a todas essas dificuldades passadas pela maioria dos times, o Cruzeiro ainda possui os problemas construídos por gestões irresponsáveis e criminosas, que deixaram a instituição com dívidas astronômicas e na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. Infelizmente, os salários estão atrasados desde outubro, segundo veículos de comunicação comentam. Jogadores, sejam eles medalhões ou promessas da base, entraram na justiça, reivindicando pagamentos que não foram feitos. Além disso, a comissão técnica não quer mais continuar para essa temporada (que se inicia ao fim de Fevereiro), pois contratações para a montagem de um elenco competitivo não serão realizadas, os jogadores se recusam a concentrarem-se para as partidas e o clube não irá conseguir o acesso para a Série A (temporada 2020/2021), fato que fará com que no ano do seu centenário o Cruzeiro tenha que disputar a Segunda Divisão.

O último jogo foi uma amostra negativa para a torcida de como será o 2021. Um time apático, com limitações técnicas e táticas graves, com pouco ou nenhum poder de envolver o adversário e de concluir a gol. Não estou falando aqui sobre uma equipe que estava no topo da tabela e brigando pelo acesso, mas sim, do Oeste – SP, um virtual rebaixado para a Série C que veio ao Independência e se sentiu confortável diante de um intolerável Cruzeiro.

Pois bem, as perspectivas para o ano de 2021 são as mais nefastas possíveis, já que o clube terá que arcar com salários que não foram pagos para os jogadores que rebaixaram o Cruzeiro em 2019, com os salários atrasados do elenco e demais funcionários que estão no clube, além de outras dívidas que foram feitas nos últimos anos. Nesse momento, deveríamos estar preocupados em remontar o grupo para a disputa da Série B, em procurar, no mercado destaques de divisões inferiores, jogadores com preço acessível e que tenham vontade de vestir a camisa celeste. Ou seja, a diretoria deveria estar buscando uma maneira de reconstruir o clube e de cumprir o que prometeu para o torcedor no início de 2020, um Cruzeiro transparente e que arcaria com os seus compromissos profissionais. No entanto, o que observamos é um presidente que não se posiciona sobre os acontecimentos do clube, que pouco aparece na Toca II e que parece desanimado com o cenário que vê pela frente.

Em síntese, essas atitudes do presidente, da diretoria e dos jogadores que estão saindo e colocando o clube na justiça, são ações de quem tem apenas o vínculo profissional com a instituição. No entanto, nós torcedores que amamos o Cruzeiro Esporte Clube, que sonhávamos em jogar uma Libertadores e ter a chance de disputar um mundial no ano do nosso centenário, não podemos abandonar o time e tão pouco demonstrar apatia e desânimo frente ao o que fizeram com o nosso querido Cruzeiro. Por isso, apesar de todos os prognósticos e da realidade que estamos vivendo, devemos mostrar a nossa capacidade de nos reerguermos, como fizemos em diferentes momentos de nossa história centenária. Caso não contemos com o apoio dos que estão à frente do clube, que coloquemos pessoas que são torcedores e que irão cuidar do Cruzeiro como se fossem os seus filhos. Afinal, o Cruzeiro é nosso.  

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade