HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Alan Grafite: “Temos quatro finais pela frente”

Card image

Créditos: Márcio Cunha/Chapecoense

O atacante Alan Grafite tem apenas 22 anos. Apesar da pouca idade, o jovem criciumense que chegou à Chape em 2017 já tem boas histórias para contar na sua trajetória como jogador profissional. Sua carreira no clube ganhou estrutura em menos de um ano: em setembro, comemorou o título catarinense pela Chapecoense, no mês seguinte fez o seu primeiro gol como profissional e na última terça-feira (12), festejou o acesso alviverde à Série A.

Vivendo o momento intenso da temporada em meio à equipe profissional, Alan Grafite enaltece o momento da Chapecoense. “Para mim, um atleta jovem, é uma honra fazer parte de um elenco tão vitorioso. Não foi uma temporada fácil, trabalhamos muito e colhemos os frutos. Evolui muito como atleta e espero continuar melhorando o meu futebol”, ressaltou o camisa 72.

Apesar das grandes conquistas, o atacante não se dá por satisfeito. Ele agora quer ajudar a Chapecoense a buscar o seu próximo objetivo, que é o inédito título nacional. No momento, a Chape está distante um ponto do líder, América Mineiro. “Foi uma temporada fantástica, mas estamos focados em encerrar com chave de ouro sendo o primeiro grupo da história da Chapecoense a ser campeão nacional. Temos quatro finais pela frente e vamos brigar com o América Mineiro até a última rodada por esse caneco. O título será a cereja do bolo para coroar o excelente trabalho”, argumentou o jovem atacante.

Mesmo ciente da concorrência do elenco da Chapecoense, ainda mais tendo a disputa da Série A no calendário, Alan Grafite sonha com mais oportunidades no Verdão em 2021. No ano passado, ele atuou em 11 jogos e marcou um gol.

“Pude dar minha contribuição com aquele gol na vitória diante do Confiança, fora de casa, que foi um resultado importante para o nosso acesso. Porém, logicamente, quero contribuir mais, ter uma sequência de jogos e mostrar que posso ser uma peça importante do elenco. Vou continuar trabalhando sério para escrever o meu nome na história da Chape”, concluiu.
Créditos: Chapecoense/Divulgação

Com informações AV Assessoria de Imprensa.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade