HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Rogério Ceni pode montar um Flamengo mais ofensivo contra o Goiás

Card image

Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Diante da pressão das últimas semanas, uma pergunta desperta curiosidade sobre o trabalho de Rogério Ceni: afinal, para tentar sair da crise instaurada no Flamengo, é hora de ousar ou não? Na próxima segunda-feira (18), contra o Goiás, na Serrinha, o treinador dará a resposta, de acordo com a escolha do substituto de Gerson para o duelo válido pela 30ª rodada do Brasileiro.

Desde que chegou ao Fla, esta será a primeira vez que Ceni não contará com o camisa 8 na equipe. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o “coringa rubro-negro” desfalca o time, criando um problema para o comandante.

A importância de Gerson no esquema do Flamengo para o técnico é enorme. Após a vitória por 4 a 3 sobre o Bahia, em dezembro, ele elogiou o volante. “O Gerson é genial. Para mim, é o melhor segundo volante com sobras no Brasil. Além de ser uma pessoa importante, com astral, bom humor, e que carrega o time para o ataque… Eu admiro o Flamengo ter um jogador como ele no Brasil. Espero que ele fique pelo menos o tempo que eu estiver aqui. É um jogador muito acima da curva, tem a leitura do jogo que pouca gente eu vi em 30 anos de futebol. É top! Jogador de seleção”, afirmou.

Diego tem chances de ganhar vaga de Gerson no meio-campo – Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Se optar por uma solução simples, Diego deverá assumir a vaga de segundo volante, apesar de nos últimos jogos em que entrou, ter atuado como primeiro volante, organizando a saída de bola.

Outras três possibilidades são mais ofensivas. A primeira seria colocar Gabigol na equipe atuando pelo lado direito do ataque. Desta forma Éverton Ribeiro cairia mais centralizado. Neste mesmo esquema, Vitinho pode ser outra alternativa para a extremidade. Nas duas armações, Pedro seguiria como referência no ataque.

Reserva contra o Ceará, Gabigol pode voltar a ser titular – Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Apesar das críticas a Rogério Ceni serem grandes por parte da torcida e imprensa, o treinador demonstrou no duelo contra o Ceará, no último domingo (10), não ceder facilmente às pressões. Ele foi fiel as suas ideias e barrou Gabigol do time titular, e irritou o torcedor, colocando Gustavo Henrique na zaga. Por isso, não será surpresa se Ceni voltar a mexer na base da equipe, retirando Éverton Ribeiro, que nas últimas partidas tem ficado abaixo das expectativas. Caso aconteça, duas vagas ficariam abertas no meio-campo do Flamengo.

O empate com o Fortaleza e, as derrotas consecutivas para Fluminense e Ceará, no Maracanã, fazem o treinador ficar na berlinda. Rogério sabe que um novo tropeço, desta vez para o Esmeraldino (18º colocado na tabela) pode ser impossível de evitar sua demissão. Por isso, errar na partida em Goiânia não é uma possibilidade para quem ainda sonha em alcançar o líder São Paulo e ser campeão.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Kalliny Ramos Barbosa disse:

    Ótimo jornalista!! Parabéns por suas reportagens!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade