HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

ALAMBRADO: festa para poucos

Card image

Créditos:

Seis times começam a luta por uma vaga no futebol fluminense

Vai começar a fase preliminar do Campeonato Carioca. Seis times lutam por uma vaga na elite – se bem que, pelo regulamento, a “fase preliminar” já é -, podendo jogar contra as grandes camisas do futebol fluminense. Sem o brilho da ribalta que o Maracanã dá, America, Americano, Cabofriense, Friburguense, Nova Iguaçu e Sampaio Corrêa estarão na disputa para, quem sabe, pegar um ou dois jogos com transmissão pela tv. É uma forma de ganhar uma grana extra, estando na elite, bem como, de repente, conseguir negociar um jogador.

Sinto falta de um tempo em que Olaria e Flamengo se enfrentavam no cheio de crateras estádio da Rua Bariri. O mundo é movido a mudanças e são novos tempos. Não dá pra chorar o que se foi. Até porque, quem manda no mundo, no final das contas, é o dinheiro! Se um time dá mais audiência, é o jogo dele que vai passar na tv e nas emissoras de rádio. Se não dá, passa num canal fechado ou numa rádio de menor peso de antena.

Por enquanto, vamos contando com as rádios menores e as rádios web para nos informar como vão os times e a fase preliminar. America, Americano, Cabofriense e Friburguense num primeiro pelotão, por serem camisas tradicionais e de torcidas e/ou cidades, acabam gerando algum interesse, sim. Nova Iguaçu e Sampaio Corrêa, por serem times mais voltados a projetos empresariais (por favor, me corrijam se eu estiver errado), correm por fora na questão da demanda de público. De qualquer forma, todos brigam.

Particularmente, prefiro ver times com camisas tradicionais jogando. Tem comoção, tem sentimento lúdico, tem memória de infância. Mas, por conta de seus arcaicos estatutos, essas camisas vão se perdendo – mas isso é assunto pra outra coluna.

De qualquer forma, a partir do próximo sábado, 15h, estarei ligado nas rádios menores e nas rádios web para saber o que está rolando e como estão tratando a bola. E já saber que veremos na tv, quando o Campeonato Carioca começar “pra valer”. E seis times brigando por uma vaga, é muito pouco para a quantidade de sonhos que o futebol produz.

NA GRADE:
– Costumo dizer que “o fut7 é uma vila, onde todo mundo sabe da vida de todo mundo”. Mas, o começo de 2021 está me fazendo rever isso. Muitas mexidas, possibilidades, ideias, rachas, oportunidades. Enquanto a bola não estiver rolando, o projeto que anunciou a parceria com a camisa “de time” estiver em campo, tudo pode ser reescrito
– estão abertas as inscrições para a Copa Rio de Fut, da Liga TP
– próximo domingo, começa a Super Copa LIF7RJ, em Itaboraí, com 12 equipes
– a Liga Principal e a FEFRJ se unificaram, e anunciam, para breve, novos projetos, novas sedes e novas competições
– o Tijuca Tênis Clube, clube pelo qual tenho um carinho enorme, vai fazendo bom trabalho no fut. Felippe Alexandre é um dos cabeças do projeto. Passando a pandemia, em breve, tenho certeza, dará bons frutos
– parabéns ao Favelinha, campeão da 2ª divisão da Superliga Abertura, da Superliga Carioca de Fut7

@fabiobiao21


Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade