HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

O esquema do Diniz está manjado?

Card image

Créditos: São Paulo Blog

Com apenas 2 derrotas durante todo o campeonato brasileiro até então, perder duas partidas seguidas para equipes inferiores (considerando um Santos reserva), e ver a liderança ameaçada na reta final do campeonato, deixa a sensação de que o time de Diniz é de um time que teve seu esquema de jogo identificado e neutralizado.

Muitos criticam veementemente a saída de bola da defesa do São Paulo, mas a verdade é que esse esquema só havia dado errado uma vez: contra a LDU em Quito. No mais, muitos gols feitos pelo São Paulo, deram certo justamente pela saída de bola da defesa, atraindo a equipe adversária ao ataque e com a transição rápida, a exemplo do segundo gol sobre o Palmeiras, onde Volpi iniciou a jogada driblando o adversário que fazia pressão na área.

Fato é que aquilo que vinha dando certo começou a dar errado, e no momento mais delicado da competição que a reta final. A oscilação dos adversários tem favorecido, porém se pensarmos que contávamos com 6 pontos nestes últimos 2 jogos (pontos perfeitamente possíveis) estaríamos com 9 do segundo colocado e com 9 dedos da taça.

O que fazer para somar pontos nesses últimos jogos então? Já que os adversários parecem ter conseguido neutralizar os pontos fortes do tricolor?

Além de evitar se expor a erros, o São Paulo precisa mudar o esquema de jogo urgente! Quando o Corinthians em 2017 perdeu a gordura de 10 pontos de diferença, caindo para apenas 3, Carille tirou um dos atacantes e colocou um meia. Embolou o meio de campo e passou a jogar de forma diferente para somar pontos. Deu certo!

Acho que a estratégia do São Paulo deveria ser a mesma! Agora não é hora de idealismos. Agora é hora de somar pontos! Vitórias feias, questionáveis, empates arrancados no suor…

Caso Luciano não volte, eu deixaria o Tchê Tchê no lugar dele e evitaria a exposição tão desesperada em busca do gol. Em algum momento eu optaria por Carneiro no lugar do Brenner para ganhar em altura e força e jogaria o velho futebol de força e presença de área.

Se eu pudesse falar ao Diniz agora eu diria! Bico para frente, treino forte em bola parada e vitórias magras! Não podemos deixar de somar pontos e para isso, “errar menos” é muito mais vantajoso do que “acertar mais” que o adversário.

Eu ainda acredito!

Vamos meu tricolor

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade