HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Nunca foi incompetência, sempre foi expertise.

Card image

Créditos:

Humilhado, dilacerado, decepcionado, esses são os sentimentos da torcida rubro-negra após mais uma derrota do Vitória na Série B. Derrota dolorosa, incabível, confirmando a trajetória do Leão que caminha a passos largos para a Série C. E a culpa vai cair para quem dessa vez? Para a pobre torcida? As antigas gestões? A culpa é sempre do sócio que paga as mensalidades por meio de boleto. Das contratações mal cabidas de 1899. Da imprensa. Do torcedor que não entende nada de Futebol.

O Vitória vive um joguinho de orgulho, onde todos querem sair isento da tragédia que está por vim. Todos miram um alvo quando as coisas não saem como esperado, e no final, eles tomam cerveja, comem uma pizza e dormem tranquilos.

Vamos ao que interessa…

Na noite desse sábado (09), o Vitória foi até Belo Horizonte, buscando surpreender o líder e acabou sendo derrotado pelo placar de 4×0. Com o resultado o rubro-negro estacionou na 16° posição, com 37 pontos, um ponto a frente do Figueirense – primeiro time dentro do Z-4.

O JOGO

Jogando fora de casa e precisando vencer para se manter afastado da zona, o Vitória começou assustando o América. Aos 2 minutos, Thiago Lopes tocou para Léo Ceará, que finalizou na meta para a defesa de Matheus. Aos 11 minutos, Caíque Souza entrou no lugar de Ewandro e por pouco não abre o placar. Após cruzamento de Rafael Carioca, Caíque aproveitou a sobra de bola  e obrigou o arqueiro a se esticar todo.

O Coelho explorava o espaço deixado pelo Vitória e chegou ao gol aos 19 minutos, com Rodolfo. Ademir cruzou certeiro na cabeça de Rodolfo, que cabeceou com facilidade. 1×0 América-MG. Minuto depois foi a fez de Felipe Augusto tentar para os donos da casa, por sorte, César defendeu.

Atrás do placar, o Leão buscava a reação, mas abusa dos erros e acabava entregando a bola de graça ao adversário. Aos 30 minutos, o Vitória voltou assustar o América, após boa trama pelo meia, Lucas Cândido chutou de longe. Cavichioli defendeu.

Os erros continuavam, dessa vez custou o gol do América. Rend errou o passe e entregou a bola de graça, buscando a recuperação tirou a bola de  Sávio, que acabou caindo na área. O juíz interpretou pênalti, na sequência Messias converteu. 2×0.

A segunda etapa começou com o Vitória levando perigo. Rafael Carioca chutou no cantinho e por pouco a redonda não morreu no fundo do gol. Aos 13 minutos, Léo Ceará rolou a bola para Caíque Souza, que bateu de primeira. Novamente Matheus defendeu.

Daniel Borges respondeu com um chute de longe, interceptado pela defesa rubro-negra.

As mudanças feitas por Rodrigo Chagas não surgiu efeito. O time malmente conseguia ficar com a bola nos pés, e encontrava bastante dificuldade para furar o bloqueio do América. O resultado?? Goleada do América e mais uma humilhação na conta do Vitória.

Na reta final Neto Berola, ex Vitória, balançou as redes duas vezes para sacramentar a vergonha. Aos 42, Neto aproveitou o rebote de César e mandou a bola para o fundo da rede. Aos 46, chutou de longe e saiu para o abraço. Final 4×0.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade