HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Com golaço anulado e substituições frustradas, Bahia perde no Brasileirão.

Card image

Créditos: Fotos – Rafael Machaddo/EC Bahia

A surpresa na escalação fez com que surgisse uma espécie de esperança nos torcedores, a tão sonhada mudança tática em teoria já começa a ser montada, o Bahia vinha de escalações dos antigos técnicos em sua maioria entre o 4-3-3 e o 4-4-2 com poucas mudanças dentro de campo, hoje o técnico Dado resolveu trazer a equipe no 4-1-4-1 para enfrentar o Grêmio que veio no 4-3-3.

Nos primeiros minutos de jogo o time se comportou bem, o jogo permaneceu equilibrado até que o Grêmio aos 16 minutos da primeira etapa acertou o gol com Vanderson, é bom ressaltar que Douglas que muito agarrou no jogo passado, nesse lance estava adiantado. O sofrimento do torcedor do Bahia parecia que iria amenizar aos 26 minutos, num lindo lance de Gilberto e um golaço para ninguém colocar defeito, ops, o VAR sendo comandado pelo Caio Max não gostou do gol e resolveu afirmar um impedimento inexistente (veja abaixo o golaço e o suposto impedimento), imagem essa que só foi exposta ao torcedor no segundo tempo e com falhas em sua elaboração. É, caro torcedor, pelo visto ainda não é nessa temporada que iremos nos livrar dos erros de arbitragem, principalmente quando é o Bahia jogando no Rio Grande do Sul.

Créditos: Reprodução/Twitter

Azar? Talvez, o Bahia voltou ligado querendo empatar, e aos 2 minutos do segundo tempo Anderson Martins empatou a partida. “Alegria” essa que só levou sete minutos, tempo necessário para o Grêmio voltar a ficar na frente com cobrança de falta de Diego Souza e o goleiro Douglas não conseguiu defender, e o que parecia começar a entrar no eixo simplesmente voltou a desandar.

Não teve jeito, aos 14 minutos o técnico Dado definiu o resultado do jogo, ao preferir Clayson e Rossi para entrar no lugar de Thiago e Ramon, a torcida do Bahia em peso ficou triste. O técnico que a princípio mostrava ousadia ao mudar a formação tática e postura, escolheu jogadores batidos que já mostraram que não valeu o investimento do clube. Não Dado, não é assim que você vai ajudar o Bahia a sair dessa braga. Com as mudanças no time, o Bahia não conseguiu mais se impor, com falhas na lateral e meio campo, o time passou a ficar cada vez mais acuado, e o Grêmio ganhou mais posse de bola e chegada na área do Bahia. Aqui, parece até que a torcida estava revivendo antigos jogos, o time morto em campo.

Se no primeiro tempo o Bahia estava bem postado em campo, com a mudança de Dado o time nem parecia o mesmo. Cadê o Bahia do primeiro tempo no restante da partida? É impressionante o quanto o time morre com as entradas de Rossi e Clayson, é sempre a mesma coisa, com baixa efetividade em campo, esses dois jogadores conseguem consumir todo o resto da equipe, a energia baixa e tudo falta. Tentando mais uma vez mexer na equipe, Dado tira Daniel e coloca Gabriel em campo na tentativa de dar um gás a mais, além disso tira o lateral Matheus Bahia e coloca Zeca para tentar mandar mais bolas na área do Grêmio. Coisa que pouco aconteceu.

Não adianta eu ficar aqui tentando trazer conforto, quando na verdade nem eu estou confortável com o time e toda situação em campo. Se um pedido eu pudesse fazer neste momento, seria para que Rossi e Clayson não mais vestissem a camisa do Bahia, estou cansada de jogadores descompromissados como eles, além do mais, quando estão em campo é possível perceber que os jogadores já não se entregam como antes. O elenco está rachado? É o que parece, mas o que explica o amor dos técnicos por tais jogadores? Só cláusulas contratuais explicam esses dois jogadores como opção de banco, diga-se de passagem, de um péssimo banco de reservas. Daniel e Marcelo do sub-20 com certeza não entregariam menos do que Rossi e Clayson fizeram em campo nessa partida. O que eles fizeram em campo? Respondo, mataram o time.

Placar final Grêmio 2 x 1 Bahia. Próximo jogo o Bahia enfrentará o Atlético-Go fora de casa.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Adorei seu conteúdo Parabéns, bem completo e dinâmico.
    Era exatamente o que eu estava buscando na internet e
    todas as minhas dúvidas foram tiradas aqui. Muito sucesso e
    gratidão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade