HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Hélio dos Anjos, o “Coração” do Náutico

Card image

Créditos: Foto: Luiz Neto / Confiança

Hoje ficou mais do que provado, o elenco do Náutico sem Hélio dos Anjos é medíocre, esses jogadores só funcionam na base do grito e sendo xingados. Sem isso eles não funcionam, chega a ser ridículo.

Os concorrentes ajudaram nessa rodada mas o Náutico parece que não quer sair do Z4, esses jogadores preguiçosos e sem alma aparentam querer cair pra série C. O jogo de hoje foi só pra ter raiva, voltou a ser o time de antes, uma barca, 80% desses caras tem que vazar ano que vem.

Que pena que Hélio contraiu a COVID, um desfalque gigantesco, hoje contra o fraquíssimo Confiança de Sergipe, que vinha de 5 derrotas consecutivas, ficamos num prejuízo enorme. Perdemos uma grande oportunidade de respirar nesse campeonato lastimável, que pena. O pior é que na próxima rodada contra o Paraná nosso Treinador muito provavelmente ainda estará fora, lamentável.

O primeiro gol que levamos foi em um pênalti infantil cometido pelo nosso goleiro, até Anderson hein, quem diria, vinha tendo boas atuações mas hoje prejudicou demais o Náutico, lembrou muito Jéferson, Reis fez o gol. Após o gol a apatia continuava, já nos acréscimos Rafael Ribeiro e Ennes foram expulsos depois de uma confusão. Pra completar no finalzinho do jogo levamos outro gol, dessa vez de Madison. 

Esse ano é pra servir de exemplo de como não se faz futebol. Tava fácil até de subir, mas esses caras não se ajudam, complicam o fácil, falta inteligência, vontade, garra, malandragem, enfim, tudo o que é necessário no futebol. Parabéns a nossa diretoria, com d minúsculo mesmo.

O time preguiçoso e incompetente do Náutico entrou com: Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Kevyn; Djavan, Rhaldney e Jean Carlos; Vinícius, Bryan e Kieza. Entraram no segundo tempo Álvaro, Dudu, Jorge Henrique, Ruy e Foguinho.

O fraquíssimo time de Daniel Paulista, isso lá é técnico, veio com Rafael Santos, Thiago Ennes, Matheus Mancini, Nirley e Silva; Serginho, Rafael Vila, Guilherme Castilho; Iago, Reis e Renan Gorne. Entraram durante a partida Djalma Silva, Madison, Rafael Vila, Jeferson Lima e Alexandre Tam.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Felipe Pereira Moura disse:

    Clubista e desesperado. Esse é o autor desse texto inútil. Primeiro, mais respeito ao Confiança. Se o Confiança é “fraquíssimo”, como você mesmo diz, o Náutico é um time inútil. Perdeu nos Aflitos, de 1×0 no primeiro turno e perdeu no Batistão por 2×0. Aprender a ter mais respeito e dar os méritos aos seus adversários não te fazem ser menos torcedor de um clube. Ah, e antes de eu terminar, um abraço e a Série C é logo ali. Boa viagem!!!

    1. Guga Braga disse:

      Cada um com sua opinião. Você nem é obrigado a concordar nem a ler o texto. É uma opinião de um torcedor do Náutico para a torcida do Náutico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade