HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Vitória 1 x 1 Operário – Anestesiado

Card image

Créditos: Card divulgado pelo Clube (Créditos: Pietro Carpi/ECV)

Torcedor, faltam palavras para definir o que é torcer para o Vitória nessa temporada. Talvez por isso eu não tenha nem sentido esse empate que é péssimo para o final do campeonato. Expertise já nos treinou bem:  quando parece que o time vai para algum lugar, ele mesmo se sabota.

E essa foi a tônica do jogo desse domingo no Barradão. Logo com 2 minutos, fazer 1 a 0 é normalmente um alivio para uma equipe profissional, especialmente em uma situação como a nossa, mas como parece que fazer gol cedo é um martírio, Marcelo cobrou falta para a área e Ricardo Bueno de cabeça logo empatou (E digo aqui que achei que César não esticou o braço). E após isso ficou um jogo extremamente confortável para os paranaenses que esperavam o ECV e no contra ataque levavam sustos como o chute do meio da rua de Douglas Coutinho que bateu no travessão e saiu.

Agora com esse empate em casa, a situação aperta e com apenas dois jogos no Barradão nas últimas seis rodadas, fica o momento secador para tentarmos nos salvar.

Menos pior em campo: Vico apenas pelo gol. Não gostei de ninguém com muito destaque mas ele ao menos fez algo.

Pior em campo: Bocão. Errou tudo que tentou e somente fez raiva no torcedor e companheiros, tomando uma devida bronca de Wallace em campo.

Nota do treinador: 2/10. Sabemos que é difícil montar um time competitivo com tudo que ocorreu no clube nessa temporada. E que Rodrigo Chagas caiu de paraquedas no cargo também. Mas as escolhas de Bocão, João Victor e César não me descem. Não consigo dar uma nota melhor por isso.

Estatísticas do jogo (Dados do Sofascore):

Posse de Bola: 63% x 37%

Finalizações: 16 x 8

Finalizações no gol: 6 x 3

Cartões amarelos: 1 x 3

Lance emblemático do jogo: Não tem outro. 8 minutos de jogo, com o time já vencendo um jogo duro em casa, não pode tomar um empate tão rápido do jeito que tomou. Ricardo Bueno voou para decidir o placar e jogar um balde de água fria na torcida rubro negra.

Próximo jogo: Sábado, 09/01, no Independência contra o líder América/MG às 19:00.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade