HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Operário empata e fica próximo da permanência na Série B

Card image

Créditos: Pietro Carpi/EC Vitória

Em ritmo de reta final de campeonato, o Operário foi a Salvador buscar o empate contra o Vitória. O 1×1 no Barradão leva o Operário aos 42 pontos, ficando a três dos 45, primeira meta colocada pelo treinador Matheus Costa para a equipe. O resultado da ao Fantasma a possibilidade de respirar mais tranquilo para os seis jogos que restam na competição.

Para encarar os baianos, o treinador alvinegro precisou resolver o problema deixado pela saída dos atletas Julinho, Sávio e Mazinho, dispensados por fim de contrato, e a ausência do lateral esquerdo Fabiano, fora devido ao vínculo de empréstimo entre Operário e Vitória. Para a partida, Matheus escalou o Fantasma com: Martín Rodríguez; Alex Silva, Rafael Bonfim, Ricardo Silva, Reniê; Jimenez Vilela, Marcelo, Tomas Bastos; Coutinho, Rafael Oller e Ricardo Bueno.

O primeiro tempo da partida começou quente. Já aos dois minutos, os donos da casa abriram o placar no Barradão. Vico aproveitou o mal posicionamento da barreira alvinegra e foi feliz na cobrança da falta, manda a bola direto para o fundo da rede. Mas o gol não abalou o Fantasma, aos seis, também num lance de bola parada, o Operário igualou o placar com o Ricardo Bueno. Marcelo ergueu a bola na área e Ricardo Bueno subiu mais alto para marcar o quinto dele pelo Operário em 2021.

Na mesma velocidade que o jogo esquentou, ele esfriou. Com a igualdade no placar, o Operário chamou o Vitória para o jogo, que acabou tendo mais posse. A melhor chance do Vitória aconteceu aos 22 minutos, com Rafael carioca manda a direita do goleiro Martín Rodriguez. No Fantasma, a melhor chance aconteceu na finalização do lateral esquerdo improvisado, Reniê, que finalizou de fora da área para a defesa de Cesar.

As duas equipes voltaram iguais para o segundo tempo. O que não voltou igual foi o ímpeto das equipes. O Vitória procurou mais o ataque nos minutos iniciais e quase fez o segundo gol na cobrança de falta de Léo Ceará. Aos 10 foi a vez do Operário, com Douglas Coutinho, tentar assumir a frente do placar. O atacante do Fantasma bateu forte de fora da área e a bola explodiu no travessão.

Tem uma figurinha que circula nos grupos de WhatsApp de torcedores com uma foto do Matheus Costas e os dizeres “empate é bom”, piada que vem da época em que ele comandava o Paraná. E contra o Vitória foi isso aí mesmo, o treinador chamou Lendro Vilela, Chorão, Maranhão, Pedro Ken e Alemão para fechar a defesa e somar um ponto.

Agora, próximo dos 45 pontos, o Fantasma recebe o lanterna Oeste no Germano Krüger. A partida de sexta-feira (8), às 19h15, pode ser determinante para a permanência na Série B. Precisamos vencer, precisamos ter paz para planejar transições e a próxima temporada.

Ficha Técnica

Vitória 1×1 Operário – Barradão, Salvador

Equipes:
Operário:
Martín Rodríguez; Alex Silva (Alemão), Rafael Bonfim, Ricardo Silva, Reniê; Jimenez (Vilela), Marcelo(Pedro Ken), Tomas Bastos (Chorão); Coutinho (Maranhão), Rafael Oller e Ricardo Bueno.
Vitória:
Cesar; Bocão, Wallace, João Victor, Rafael Carioca; Guilherme Rend (Samuel), Neto (Lucas Cândido), Matheus Frizzo (Ewandro), Thiago Lopes; Vico (Marcelinho) e Léo Ceará

Gols:
Vitória:
Vico – 2’ 1ºT
Operário: Ricardo Bueno – 6’ 2ºT

Cartões:
Operário: Martín Rodríguez (amarelo), Ricardo Silva (Amarelo), Jiménez (amarelo)
Vitória: Guilherme Rend (amarelo)

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade