HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

A BASE VEM FORTE!

Card image

Créditos:

Salve salve galera futebolesca! Feliz 2021 a todos os amigos leitores dessa apaixonada e sincera coluna. Que alegria começar a primeira coluna do ano sendo o primeiro clube campeão do ano: Vasco Campeão da Copa do Brasil Sub-20!

O que seria do clube se não fossem nossos meninos e meninas? Que participam e ajuda o clube dentro de campo, ginásios, lagoas, piscinas, areias, pistas… E na torcida! É essa juventude que ajuda e muito o clube a se manter de pé, pois hoje torcer pelo Gigante da Colina com menos de vinte anos é por puro amor. Um excelente trabalho dos pais, que mostram a mais bela história do futebol, levam aos jogos, ao clube e reprisam jogos marcantes.

Tivemos muito orgulho do nosso Sub-20 nessa última temporada. Fizemos mais uma vez uma boa campanha na Copa SP, parando nas quartas de final, pois faltou um bom goleiro naquele momento, fomos Campeões do Carioca, título que não vinha desde 2017, em cima do Botafogo e ontem nos sagramos de forma invicta, Campeões da Copa do Brasil contra o Bahia, maior do Nordeste.

É claro que é muito importante ser campeão, pois o jovem chega aos profissionais já habituado a vencer, a ser um jogador vencedor, ter auto-estima e sempre querer mais. Porém o principal é formar e lapidar grandes talentos e isso foi o que mais encheu os torcedores de esperança. Jogadores como Caio Lopes, Riquelme, Matias Galarza, João Pedro, Laranjeira, MT e Figueiredo já estão merecendo uma chance nos profissionais há algum tempo e à hora é essa, pois agora temos um treinador que sabe muito bem o momento de lançar um jovem talento.

Deixei em separado o Gabriel Pec, pois o que esse menino jogou desde que retornou a base não é brincadeira. Vou fazer uma comparação aqui que pode parecer uma infâmia, mas quando vi o Pec jogar em 2019 e depois retornando ao Sub-20, me lembrei imediatamente de 1995, quando recebemos nos profissionais um raquítico e talentoso jogador da base chamado Pedrinho. Era nítido que tava verde, faltava confiança, mas que era uma jóia. Foi titular em alguns jogos, como na incrível virada contra o Cruzeiro por 2×3 no Mineirão, após estarmos perdendo por 2×0. Pois Pedrinho retornou a base, foi um dos destaques da Copinha no ano seguinte em 96, retornou aos profissionais no 2° semestre para o Brasileiro, foi muito bem e no ano seguinte, já sabemos o que aconteceu e o quanto nos deu alegria até o seu físico aguentar… 

Gabriel Pec, acredite em seu potencial, parta para cima, pois irás longe!

Algumas considerações finais: Que personalidade do menino Caio Eduardo; Que belo trabalho de Carlos Brazil na base; Espero ainda que a justiça reveja o enorme erro e ponha Leven Siano, eleito pela vontade da maioria dos sócios democraticamente, no dia 07/11, como Presidente do Vasco. Não rasguem o estatuto do clube.

Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal – Américo Oliveira Cachiço ou Cyro Aranha.

Vasco: Cadu; JP Galvão, Menezes, Zé Vitor e Riquelme (Caio Eduardo); Caio Lopes, Matias Galarza e MT (Marcos); Gabriel Pec, Laranjeira e João Pedro (Arthur)

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Cláudio Bordallo disse:

    Muito boa coluna, Joe! Meus parabéns!!!

  2. Aderval disse:

    Dá pra vingar alguns ali, pois para vencer no esporte tem de ter foco e se preocupar menos com rede social, afinal dentro de campo q eles tem de mostrar suas qualidades e não ostentando…😉

  3. Christiane Barros disse:

    Parabéns Joe pela coluna. Acompanho sempre seu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade