HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Crise provoca redução de 70% no desembolso por transações de jogadores

Card image

Créditos: Divulgação/Barcelona

A pandemia do novo coronavírus provocou uma hecatombe na economia mundial, todos os setores sentiram a destruição, no futebol não foi diferente, os clubes analisam mais e passaram a ser mais cautelosos.

De acordo com um relatório do site ‘Palco 23’, especialista em informações sobre transações econômicas no esporte, clubes da LaLiga, por exemplo, reduziram em até 70% os valores estimado para negociações de jogadores em 2020, em relação á 2019.

Segundo dados da Transfermarkt, especializado em mercado de transferências, os números exorbitantes vistos nas temporadas anteriores na Europa, deram lugar a cifras mais modestas, assim cerca de 400 milhões de euros foram gastos em negociações de atletas neste ano.

Ainda segundo o ‘Palco 23’, o valor dos jogadores das 10 principais ligas europeias entre maio e agosto de 2020 subiu 3,8%. Isso porque o mercado já havia desacelerado antes da pandemia em termos de número de movimentos. Ainda assim, de acordo com relatórios da Fifa, a Espanha foi o segundo país em gastos, com 118,2 milhões, na campanha de janeiro de 2020 e o primeiro em movimentos, com 82 adições de jogadores internacionais.

A organização da LaLiga recomendou aos clubes que aproveitassem os incentivos oferecidos pelo Governo espanhol e também que enxugassem e reduzissem as folhas salariais. O próprio governo chegou a pedir aos jogadores que assumissem parte do impacto da crise reduzindo seus salários em até 49%.

O clubes solicitaram corte salarial de 450,9 milhões, quase meio bilhão, o equivalente a 47% do impacto para tentar contornar os problemas financeiros causados pela pandemia, contudo, aos poucos a queda salarial foi constante em todos os clubes.

A janela de inverno está prestes a se abrir, dia 4 de janeiro o mercado estará aberto por 28 dias, até 1º de fevereiro, como nas principais ligas europeias. Vamos acompanhar para ver como será o comportamento diante das incertezas que o mundo vive.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade