HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Álvaro Góes anuncia saída da presidência do Grupo Gestor em 2021

Card image

Créditos: José Tramontin/OFEC

José Álvaro Góes Filho não será mais presidente do Grupo Gestor do Operário. A informação é da repórter e apresentadora do programa Show de Bola, da Rede Massa, Raylane Martins. A jornalista conversou com o atual Presidente do Grupo Gestor, que confirmou a saída em 31 de janeiro de 2021. Não é como se fossemos pegos de surpresa, porque ele já vem falando dessa saída, com essa data, há tempos. Voltar a tocar no assunto faltando pouco mais de um mês para a data final assusta um pouco.

A provável saída do gestor alvinegro encerra o ciclo vitorioso que se iniciou no fim de 2014. Na prateleira temos as conquistas do Campeonato Paranaense (2015), Copa FPF (2016), Série D (2017), Segunda Divisão do Paranaense (2018) e Série C (2018). São 5 anos e alguns meses de muitas conquistas e de uma postura séria em alguns momentos críticos como o rebaixamento no estadual em 2016 e o não acesso em 2017.

Fora de campo, o Grupo Gestor deixou sua marca na construção do Centro de Treinamento, ainda sem nome, na Universidade Estadual de Ponta Grossa, a reestruturação financeira do futebol do clube e a solidificação do plano de sócio-torcedor. Também teve algumas falhas como a personificação do Grupo, a não independência financeira do futebol, que ainda depende do patrocínio das empresas dos gestores, e repleta de polêmicas com torcedores e áudios em grupos de WhatsApp.

A eminente saída do Presidente Álvaro Góes gerou diversas reações por parte da torcida. Para os que o idolatram mais, o clima é apocalíptico. Para os que são críticos a algumas decisões tomadas pela diretoria, principalmente na temporada atual, a saída é vista como a possibilidade de trazer novos ares a Vila Oficinas. A única certeza que fica, indiferente dos lados tomados, é do respeito e gratidão pelo trabalho que foi feito.

Além do assunto novo na reta final do campeonato brasileiro, o comunicado da saída pelo próprio gestor traz também várias especulações. Várias perguntas começam a roda a cabeça do torcedor operariano: “O Grupo Gestor Fica? Se ficar, quem assume? E se eles forem embora, como ficam os patrocínios? Será que vem alguém de fora?”. É difícil saber o que se fala pelos corredores do Germano Krüger. O que se sabe é o dito por Álvaro à Raylane, ele sai e está trabalhando para deixar tudo ajeitado para quem assumir, para que o próximo não encontre pendências nos primeiros dias na direção.

Muitas dessas perguntas devem ser respondidas no decorrer dos dias. Têm uma música do Semisonic que eu gosto muito que traz o verso “Todo novo começo é o final de algum outro começo”. Se for para ser um novo começo, que seja o começo de outro ciclo de conquistas.

Para nós torcedores só resta torcer, tanto para que a mudança traga novas glórias, quanto para que o clima criado não atrapalhe a reta final da Série B. Até porque ainda restam sete jogos e nós ainda estamos na corrida pelos 45 pontos. A meta ganha um contorno novo, uma vez que se tornou ainda mais importante ter um respiro e garantir a permanência na competição para que a transição possa ocorrer da melhor maneira possível.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade