HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Santa vence Ituano de virada e se reabilita no quadrangular final

Card image

Créditos: Rafael Melo/Santa Cruz

Pela terceira rodada do quadrangular final da Série C, o Santa Cruz foi a Itu/SP enfrentar a equipe do Ituano. O saldo foi positivo para a cobra coral, que foi buscar uma virada aos 47 minutos do segundo tempo. O Ituano abriu o placar no primeiro tempo com um gol de Pacheco aos 29 minutos, Chiquinho empatou de cabeça logo no minuto inicial no segundo tempo e fez o gol da virada aos 47 do segundo tempo, dando números finais a vitória por 2×1 que recoloca o Santa Cruz na briga pelo acesso à Série B 2021, com quatro pontos conquistados.

SÍNTESE DO JOGO

O início do Santa Cruz na partida, mostrou que o ”acocho” do treinador Marcelo Martelotte durante a semana, alertando para a postura dos jogadores em campo deu resultado. A equipe pressionava a saída de bola da equipe paulista, que tinha dificuldade em ultrapassar as linhas de marcação corais. Logo aos seis minutos o Santa chegou próximo de abrir o placar em infiltração pela direita de Victor Rangel após receber assistência de Pipico, o atacante chegou a driblar o goleiro Pegorari, mas perdeu a passada logo em seguida, desperdiçando a chance. O Ituano tinha como principal arma as jogadas pela esquerda com o meia Filipe Soutto.

No momento em que o Santa se desleixou na partida, sem conseguir manter a marcação sob pressão dos minutos iniciais, fizeram com que o Ituano tomasse as rédeas da partida, chegando ao gol aos 29 minutos da primeira etapa, após cruzamento de Pacheco da direita, a bola encobriu o goleiro Maycon Cleiton, que surpreendido, quando veio reagir no lance, a bola já estava em queda livre na direção do gol: 1×0 para os paulistas.

Precisando de uma vitória após cinco resultados negativos, a cobra coral sentiu o gol e cedia espaços a equipe paulista que lançava bolas na área insistentemente, mas não era de forma assertiva. Próximo ao final da primeira etapa o Ituano ficou em desvantagem numérica após Paulinho Dias ser expulso, após tomar o segundo cartão amarelo após falta em Victor Rangel.

O segundo tempo começou com o Santa empatando o marcador já aos 30 segundos da etapa final, após cruzamento de Leonan pela esquerda, Chiquinho testou no canto esquerdo de Pegorari, inapelável. A entrada de Lourenço no lugar de Bileu alterou o panorama da partida, pressionado na saída de bola, o Ituano se limitava as jogadas pela linha de fundo, mas não obteve sucesso e pouco fez Maycon Cleiton trabalhar na etapa final.

O Santa Cruz foi brigador, soube se aproveitar da superioridade numérica, os atletas corais até a metade da etapa final pressionavam bastante e manteve o controle do jogo. O Ituano, apesar de avançar as linhas e tentar voltar a ficar na frente do marcador o fez de maneira desorganizada e não conseguiu transformar essa iniciativa em perigo de gol.

Próximo ao fim do jogo, aos 47 do segundo tempo, a insistência coral surtiu efeito e após tabela no bico direito de grande área, Paulinho serviu Chiquinho, que finalizou forte no ângulo direito de Pegorari, dando números finais a uma importante vitória que deixa o Santa Cruz em pé de igualdade com o próprio Ituano e com o Vila Nova, ambos com quatro pontos.

É necessário frisar que mesmo antes da expulsão, o duelo estava bastante equilibrado, porém com o Santa Cruz apresentando maiores argumentos para abrir o marcador. Num lance despretensioso do lateral Pacheco, que afirmou após o apito final da primeira etapa que a sua intenção em realidade foi a de cruzar, o Ituano conseguiu achar esse gol (não tirando o mérito da equipe). Destaque mais uma vez para Chiquinho, autor dos dois gols corais na partida e sempre participativo ofensivamente. O meia é o artilheiro do time na competição, agora com sete gols anotados.

FICHA DO JOGO

Horário: 19h
Local: Itu, São Paulo
Estádio: Novelli Júnior
Árbitro: Igor Junior Benevenuto de Oliveira (MG)
Auxiliares: Marcus Vinícius Gomes e Leonardo Henrique Pereira (ambos MG)

ITUANO/SP
Escalação: Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Sueliton e Breno Lopes; Paulinho, Fillipe Souto (Correa) e Gabriel Taliari (Felipe Manoel); Mateus Criciúma (Léo Duarte), Bruno Mota (Luiz Paulo) e Kadu (Julinho).
Técnico: Vinicius Bergantin
Gols: Pacheco
Cartões amarelos: Suélinton, Paulinho Dias
Cartão vermelho: Paulinho Dias

SANTA CRUZ
Escalação: Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves (Célio Santos) e Leonan (Elivélton); Bileu (Lourenço), Paulinho, Didira e Chiquinho; Victor Rangel (Jáderson) e Pipico.
Técnico: Marcelo Martelotte.
Gols: Chiquinho (2x)
Cartões Amarelos: William Alves, Célio

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade