HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Empate com Fortaleza complica luta do Flamengo pelo Brasileiro

Card image

Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

Mesmo com uma semana livre para treinamentos, o Flamengo teve uma atuação frustrante neste sábado (26), diante do Fortaleza, no Castelão e ficou apenas no empate sem gols com o Leão. O resultado complicou a vida do rubro-negro na busca pelo oitavo título brasileiro, já que os cariocas foram ultrapassados pelo Atlético Mineiro e agora ocupam a terceira colocação na tabela com 49 pontos.

O tropeço na capital cearense custou caro para o Fla. Com a vitória por 2 a 1 do São Paulo sobre o Fluminense no Maracanã, o Tricolor paulista disparou na liderança do Brasileiro. A “gordura” do time do Morumbi aumentou para 7 pontos em relação aos cariocas.

Durante os 90 minutos, o Flamengo abusou da lentidão e da pouca criatividade em todos os setores dentro de campo. Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta longe de suas melhores atuações pouco fizeram. Já Bruno Henrique estava sempre bem marcado e não teve as explosões no um contra um, que os flamenguistas se acostumaram a acompanhar.

Mas o destaque negativo da equipe de Rogério Ceni foi o atacante Pedro. Artilheiro do Fla com 21 gols na temporada, o centroavante teve a oportunidade de abrir o marcador no finzinho do primeiro tempo em cobrança de pênalti, mas ao escorregar na cobrança, tocou com os dois pés na bola, antes dela morrer no fundo das redes tricolor, o que fez a arbitragem invalidar o tento rubro-negro. Na etapa final, Pedro teve uma nova chance, cara a cara com Filipe Alves, após confusão dentro da área, mas chutou em cima do goleiro.

Créditos: Alexandre Vidal / Flamengo

O número alto de cruzamentos ao longo de toda a partida também chamou a atenção negativamente para o time de Ceni. Acostumado ao toque de bola envolvente desde a temporada 2019, o Flamengo nem de longe lembrou o time campeão do ano passado, e demonstrava apatia.

Rogério chegou a reclamar do gramado do Castelão, mesmo antes da bola rolar, alegando que o campo não havia sido molhado. Na visão do treinador, isso deixaria o jogo lento, dificultando a principal característica do Flamengo.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade