HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Palmeiras desafia Inter em seu território mais hostil

Card image

Créditos: Cesar Greco/Palmeiras – Zé Rafael, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa estarão em Porto Alegre – se vão jogar, é outra história…

Ainda vivo em três competições, o Palmeiras encara o Internacional neste sábado, às 21h, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, num de seus territórios mais hostis: em pouco mais de 50 anos de existência do Beira-Rio, palco da partida de logo mais, o Verdão venceu apenas três vezes: nos Brasileirões de 1994 e 2016, que vencemos, e de 1997, em que fomos vice-campeões.

O Inter, aliás, é um dos poucos rivais que nos superam confronto direto: são 31 vitórias e 38 derrotas do Palmeiras, além de 25 empates, em 94 partidas disputadas até agora. No Brasileirão, o retrospecto é de 74 jogos, com 21 vitórias, 22 empates e 31 derrotas. No primeiro turno, um empate sofrível por 1 a 1, numa partida péssima e dominada pelo Inter, então em boa fase e brigando pela liderança, mas que só abriu o placar no finzinho do jogo, de pênalti, e ainda permitiu ao Palmeiras um empate improvável nos acréscimos.

Como vemos, vencer lá no gigante instalado às margens do Rio Guaíba é sempre um resultado de bom agouro, e é isso que vamos buscar mais uma vez logo mais. A última dessas vitórias, aliás, foi muito simbólica: 1 a 0, gol de Erik, resultado que nos consolidou na liderança durante o primeiro turno do Brasileirão de 2016.

Eril do Palmeiras, de camisa branca, corre para comemorar gol contra o Internacional, com jogadores do time adversário ao fundo
Erik marcou o gol da vitória do Palmeiras no Beira-Rio em 2016 (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Voltando ao presente: o jogo desta noite é decisivo para as pretensões de título dos dois times, que começam a rodada empatados com 41 pontos, 12 a menos que o São Paulo, que já jogou e venceu nesta 26ª rodada. E é mais um momento em que o técnico Abel Ferreira encara o dilema: força máxima ou melhor preservar alguém? Na quarta-feira, abrimos o mata-mata semifinal da Copa do Brasil contra o América-MG.

Uma ausência parece certa: Rony não treinou na sexta-feira e deve ser poupado. Por outro lado, Luiz Adriano treinou com o grupo nesta sexta-feira, mas sua presença entre os titulares contra o time em que iniciou a carreira ainda é incerta – é mais provável que fique no banco e entre no segundo tempo. Zé Rafael e Lucas Lima também podem voltar, depois de cumprir suspensão na vitória do sábado passado sobre o Bahia. Gustavo Gomez também treinou normalmente, após sofrer uma pancada na cabeça contra o Libertad.

Um time titular possível: Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gomez e Viña; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Gustavo Scarpa, Gabriel Veron e Willian. Mas ninguém deve ficar surpreso de Marcos Rocha aparecer na direita, com Gabriel Menino indo para o meio, ou se Kuscevic entrar na zaga no lugar de Gomez. Em tempos de maratona, é preciso estar preparado para tudo.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade