HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Confiança perde para o Guarani em Campinas

Card image

Créditos: Thomaz Marostegan/ Guarani FC

O Confiança foi até o estádio Brinco de Ouro nesta quarta-feira enfrentar o Guarani e saiu derrotado por 1×0. O gol foi marcado por Murilo Rangel, de pênalti, e o resultado fez o Dragão terminar a rodada na 11º colocação.

Daniel Paulista surpreendeu e entrou com uma formação diferente. Ele escalou o time com três zagueiros e tirou Rafael Vila do time. Não deu certo. Os primeiros 25 minutos de partida foram de uma atuação fraca do time proletário, que não se encontrou com a nova formação. A principal dificuldade foi na saída de bola, pois o Bugre faz uma marcação alta e eficiente, que obrigava o Confiança a sair na bola longa e devolver ela aos mandantes.

A primeira oportunidade do jogo saiu após o Dragão não conseguir sair da pressão alviverde no meio campo, o que fez com que o atacante Pablo arrancasse com liberdade até o gol, mas ele acabou chutando para fora. Logo depois, em bola cruzada na área, Silva cometeu um pênalti desnecessário em Pablo. Murilo Rangel foi para a cobrança e abriu o placar.

Com a vantagem , os paulistas baixaram as linhas de marcação e passaram a esperar o time proletário para poder contra atacar. Mas, devido a mudança de esquema tático, o Confiança teve dificuldades para criar. A única oportunidade foi em um cruzamento de Thiago Ennes, que achou Renan Gorne na área para um cabeceio que acabou parando nas mãos do goleiro.

O time voltou para o segundo tempo com a mesma formação e viu Lucas Crispim quase ampliar o resultado em um chute de fora da área. Daniel Paulista ainda tentou mudar o jogo com as entradas de Ari Moura e Iago, mas elas não surtiram efeito. A equipe seguiu sem conseguir criar chances claras e ficou refém das bolas paradas e chutes de longe para poder ameaçar o gol do Guarani.  E assim o Dragão perdeu a terceira seguida na Série B.

O sinal de alerta foi ligado, mas a situação ainda não é preocupante. A distância para o Z4 é grande e faltam apenas seis pontos para atingir os 45. A queda de rendimento do time tem haver com a sequência de jogos. Foram oito partidas em 26 dias.

É quase desumano, e com as limitações do elenco era até natural que o time tropeçasse em algum momento. Mas, não tem tempo para lamentar, o próximo desafio já é no sábado. O jogo contra a Ponte Preta, no Batistão, deve ser tratado com uma decisão. Final de campeonato. Outro resultado negativo, pode ter consequências mais pesadas. Uma vitória traz a tranquilidade de volta, deixa o time com 42 pontos, praticamente livre do rebaixamento, e faz torcida e time respirarem aliviados.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade