HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

São Paulo x Galo: matar ou morrer?

Card image

Créditos:

Não, não se trata de drama.

Sim, a questão não está no colocar “tudo a perder” por força do resultado pra lá de indigesto do último Domingo.

Sem querer demonstrar que se trata do final do mundo pra torcida tricolor, o resultado do final de semana abriu um buraco no entusiasmo que todos viviam até a derradeira partida de Itaquera.

Com números até surpreendentes e na sua maioria melhores que qualquer outro postulante ao título, o São Paulo “desfilou” por 17 jogos sem saber o que era perder.

O time parecia alinhado, organizado e preparado as 14 restantes finais que teria pela frente.

“Agora vai!” gritavam uns…

“Segue o líder”, outros…

Até que veio o efeito Itaquera.

O time sumiu, declinou da responsabilidade, amarelou ao ponto de nos fazer lembrar dos piores momentos vividos pelo elenco inclusive recentemente, ainda nesse ano.

Faltou atitude, vontade, organização, disposição, garra para que pelo menos conseguíssemos um empate, o que para um clássico poderia se considerar um bom resultado.

O adversário se preparou e veio pra guerra.

Nós, para enfrentar outro “Botafogo”.

E alguém duvida que no jogo de hoje Sampaoli venha para a guerra?

Alguém duvida que ele possa jogar todas as suas fichas nessa partida, tendo em vista a posição que ocupa na tabela e o que pode representar uma vitória contra o São Paulo dentro dos nossos domínios?

E do outro lado, Diniz vem pra guerra?

Estariam os jogadores realmente cientes da responsabilidade e importância da partida de hoje para os demais passos que temos a dar rumo ao título?

Ganhar e possivelmente a partida do último Domingo caia no esquecimento de outras mal vividas.

Ganhar e retomar o caminho que começamos a construir e que em grande parte nos traz esperança num título ainda nessa temporada.

Ganhar e fortalecer a confiança, melhorar o astral e colocar de novo o trem nos trilhos de onde nunca o São Paulo deveria ter sido tirado.

Outro resultado e sem a atitude que já faltou no último jogo?

Aí preparem as cornetas por que o ambiente até então tranquilo vai dar uma boa chacoalhada.

Que a mística de 77 seja revivida hoje!

E como dizia o Mestre Muricy, “chegou a hora de separar homens de meninos!”

Roney Altieri

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade