HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

O Fortaleza ineficiente de Chamusca

Card image

Créditos: Divulgação/Marcelo Chamusca

Após exatamente um mês de Marcelo Chamusca no comando tricolor, o Fortaleza ainda não engrenou. Tem sido duro para o torcedor leonino assistir aos jogos do seu time, que cada vez mais vem caindo de rendimento e na tabela.

O time de Chamusca deixa a desejar se comparado ao Fortaleza dos últimos anos, um time entrosado e organizado, que fazia frente a qualquer adversário, não importando a camisa. Elogiado por toda a imprensa brasileira, a equipe, antes comandada por Ceni, demostrava obediência tática e um futebol bem ofensivo, algo interessante de se ver. O leão tinha cara e personalidade, a entrega era grande dentro das quatro linhas por parte de seus jogadores.

A equipe do atual técnico continua sem personalidade, um futebol confuso e de pouca efetividade. A impressão que se passa é de um Fortaleza sem alma, sem vontade, sem organização e sem um padrão tático. Mesmo Chamusca mantendo a mesma base de Ceni na escalação, o tricolor não demonstra evolução, principalmente no setor ofensivo. Os números desde a chegada do treinador falam por si só: em 6 jogos, uma vitória, três empates e duas derrotas, um aproveitamento de 6 pontos em 18 disputados. Na luta contra Adversários diretos, o leão venceu apenas um, o Botafogo.

Se o problema era tempo, não há do que reclamar. Do confronto diante do Corinthians na Arena Castelão, no qual o tricolor fez uma péssima partida e ficou no empate amargo em 0 a 0, Chamusca teve 10 dias livres para tentar fazer ajustes antes do jogo contra o Bragantino, mas mais uma vez o time jogou mal e saiu derrotado.

Chamusca tem culpa dos maus resultados, principalmente contra adversários diretos? Em parte, sim. O treinador insiste em tentar repetir o esquema de Ceni, esquecendo de sua própria assinatura, aquela que usava no bom futebol do Cuiabá. Mudanças são necessárias (principalmente na postura do time), e o sinal amarelo já foi ligado.

Chamusca tem que ser demitido?
Não, pelo menos por enquanto. Chamusca tem um bom elenco em suas mãos, entrosado, que já provou o que pode fazer, mesmo contra grandes adversários. O aval da diretoria e dos jogadores também estão á seu favor. O problema é se prender em manter um esquema que o mesmo não está habituado, querendo insistir sem implementar suas próprias ideias, e se continuar assim, pode dar com os burros n’água.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade