HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Tricolor rumo ao hepta

Card image

Créditos: Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Foi 4 x 0. Poderia ter sido seis ou mais. O São Paulo foi soberano contra o Botafogo carioca. O primeiro tempo foi impecável. Um toque de bola preciso que está cada vez melhor. A equipe não sentiu a ausência de Daniel Alves, suspenso por cartão amarelo. O VAR entrou em ação duas vezes – uma para expulsar Marcelo Benevenuto, que entrou de sola em Luan e um pênalti cometido por Forster. O pênalti foi bem marcado, mas a regra é muito ruim. Atleta de futebol jogar com os braços nas costas é ridículo. No primeiro tempo foram dois gols de Brenner e um de Reinaldo, de pênalti. No segundo tempo o Tricolor desacelerou, mas mesmo assim foi bem; o Botafogo praticamente não assustou Tiago Volpi. O golaço de Hernanes completou a goleada. Fora as boas defesas do goleiro Diego Cavalieri, o Tricolor meteu três bolas na trave.

O São Paulo disparou na liderança, com 50 pontos, sete a mais do que o vice-líder Atlético-MG. O Tricolor está há 17 jogos sem perder no Brasileirão e segue invicto no Morumbi. Essa foi a última partida daquelas adiadas no primeiro turno. Com isso o São Paulo torna-se o “campeão simbólico” do primeiro turno da competição. Depois do jogo, Brenner (20 gols em 33 jogos) disse que “não tem nada ganho, temos que manter os pés no chão. A gente tem que pensar jogo a jogo e aí sim pensar lá na frente“. Se o atacante mostrou comedimento (mesmo que seja apenas da “boca pra fora”), nós estamos confiantes. E deixou aqui minha mão à palmatória: Estou entre os milhares de são-paulinos que queriam a cabeça do Diniz. Hoje me rendo ao estilo de jogo.

De acordo com o site “Chance de Gol”, com essa vitória o São Paulo passa a ter 70,4% de possibilidade de ser o campeão brasileiro de 2020. O cálculo é obtido “com base nas probabilidades de vitória, empate e derrota calculadas para cada um dos jogos ainda não realizados no campeonato em questão. A partir de milhares de simulações de todos esses jogos, são contabilizadas todas as possibilidades de cada uma das equipes (…)”

No próximo domingo o Tricolor pega o Corinthians, no Itaquerão. Estamos num bom momento pra quebrar mais um tabu: nunca ganhamos daquele time no estádio deles. E na quarta pegamos exatamente o Atlético mineiro, adversário direto. Como dizem, jogo de seis pontos.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Alê Kishimoto disse:

    Boa síntese do jogo Jô!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade