HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Corinthians e Avaí/Kindermann decidem título do Brasileiro Feminino

Card image

Créditos: Thais Magalhães/CBF

O campeão de 2020 da Série A1 (primeira divisão) do Brasileiro Feminino será definido neste domingo (6). A partir das 20h (horário de Brasília), Corinthians e Avaí/Kindermann se enfrentam na Neo Química Arena, São Paulo, no jogo de volta da final da competição. Na partida de ida, realizada há duas semanas, as equipes não saíram do zero na Ressacada, em Florianópolis. Uma vitória simples garante o título a qualquer time. Nova igualdade leva a decisão aos pênaltis.

O Timão disputa sua quarta decisão de Brasileiro consecutiva. Vice em 2017 e no ano passado, o Alvinegro levou o título em 2018. Na atual temporada, a equipe paulista fez a melhor campanha da fase inicial, com 14 vitórias e uma derrota (para o São Paulo, que encerrou uma série de 48 jogos de invencibilidade). Nas quartas de final, as corintianas eliminaram o Grêmio, triunfando em Porto Alegre (3 a 0) e em São Paulo (1 a 0). Na semi, o adversário foi o arquirrival Palmeiras. Após o empate sem gols no Allianz Parque, o time de Arthur Elias ganhou em casa por 3 a 0.

Já o Kindermann volta à decisão após seis anos. Em 2014, ainda em “voo solo”, o time de Caçador (SC) foi superado pela Ferroviária na disputa pelo título. No ano passado, na estreia da parceria com o Avaí, as catarinenses caíram na semifinal, também para as Guerreiras Grenás, que ficaram outra vez com a taça. Em 2020, a equipe de Santa Catarina fez a sexta melhor campanha, com oito vitórias, três empates e quatro derrotas. No mata-mata, as comandadas de Jorge Barcellos superaram Internacional (3 a 2 em casa, 1 a 1 fora) e São Paulo (3 a 1 fora, 1 a 1 em casa).

Se há dúvidas de que as equipes finalistas são, atualmente, as principais forças da modalidade no país, basta olhar a seleção feminina que a técnica Pia Sundhage dirigiu nos amistosos contra o Equador, em 30 de novembro e na última terça-feira (1). Das 25 atletas à disposição da treinadora sueca, 12 atuavam no Brasil, sendo nove da dupla: cinco do Corinthians (a goleira Lelê, a zagueira Erika, a lateral Tamires, a meia Andressinha e a atacante Adriana) e quatro do Avaí/Kindermann (a goleira Bárbara, a zagueira Camila e as meias Duda e Julia Bianchi).

O Corinthians chega à final em meio, também, à reta final do Campeonato Paulista. Na última quarta-feira (2), as alvinegras venceram o Palmeiras por 1 a 0 no primeiro jogo da semifinal estadual, com gol da atacante Gabi Nunes. Do quinteto da seleção, Lelê foi titular. Poupadas, as demais iniciaram o clássico no banco e apenas Erika não entrou em campo. O Timão terá força máxima para buscar o bicampeonato.

No Avaí/Kindermann, a volante Zoio e a atacante Pat, que cumpriram suspensão na Ressacada, estão de volta. A equipe catarinense não atua desde o primeiro jogo e também vai com o que tem de melhor para a decisão contra as corintianas. “Será uma partida bem equilibrada, decidida nos detalhes, como qualquer final. Precisamos ter concentração máxima em cima daquilo que sempre trabalhamos”, destacou Barcellos.

Fonte: Agência Brasil – Lincoln Chaves

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade