HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Mais uma vez, Bahia perde para o Ceará, dentro de casa

Card image

Créditos: Felipe Oliveira | ECBahia

Neste sábado (5), Bahia recebeu o Ceará, na Arena Fone Nova e mais uma vez saiu derrotado dentro de casa por 2 a 0. Gols de Vina e Saulo. Viramos freguês mesmo, heim! Com esse resultado, continuamos com 28 pontos na 13a colocação.

Antes da partida, foi anunciado no aplicativo sócio digital que o goleiro Mateus Claus, o volante Ronaldo e os laterais Zeca e Capixaba positivaram para o Covid-19 e seguem afastados de suas atividades. Já Mano, recuperado da Covid, conseguiu efeito suspensivo para punição do STJD e ficou no comando da equipe baiana.

| O jogo
Jogo se concentrou muito meio campo, ambas equipes sem criatividade de jogadas, não deram muito trabalho para os goleiros. Com erros de passe e falta de construção de jogadas com mais qualidade.

O Tricolor baiano só ofereceu perigo aos 27′ quando Rodriguinho chutou bem de fora da área, mas já chegou fraca para o goleiro Richard, que deixou escapar e entrou no gol. A princípio, o auxiliar confirmou o gol, porém o VAR sinalizou que não entrou completamente, com isso, o gol foi anulado. Vina recebeu cartão amarelo por reclamação com auxiliar.

Já nos acréscimos, Douglas sentiu a coxa esquerda após uma defesa, ainda tentou seguir, mas não conseguiu. Por precaução, foi logo substituído por Anderson. No intervalo, Edson não voltou com dor na perna esquerda, no lugar entrou Elias.

O segundo tempo já começou quente. Logo aos 4′, Elias chegou por trás de Vina e cometeu a falta, o juiz não perdoou e amarelou. Em seguida, o próprio Vina cobrou a falta, muito bem colocada, mas Anderson fez uma bela defesa, espalmando para o escanteio. Mais uma vez, Vina cobrou, mas a equipe cearense não aproveitou e deu uma ótima oportunidade para o contra-ataque do Bahia, Rodriguinho avançou pelo meio, ao invés de tocar, foi desarmado pelo zagueiro do vozão. Outra boa oportunidade para o Vozão, foi aos 10′, quando Vina aproveitou o vacilo da zaga do Tricolor e largou um foguete de fora da área, Anderson estava super atento espalmou.

O Esquadrão continuou com dificuldade de criação, Mano resolveu mexer no time cedo, aos 15′ tirou Gabriel Novaes e Rodriguinho, colocou Gilberto e Daniel. Algumas oportunidades foram criadas, porém sem muito perigo a equipe adversária. Após uma falta no Matheus Bahia, tivemos uma boa oportunidade, mas Gilberto cobrou muito alta, sem perigo para o goleiro. Aos 23′ Fessin saiu e entrou Rossi. Em seguida, após cruzamento pela direita, quase Saulo abriu o placar para o Ceará.

Aos 30′, Jean Pierre sentiu um desconforto na panturrilha e o jogo ficou parado por 2′ para atendimento ao árbitro, que conseguiu voltar para apitar a partida.

O Bahia seguiu com dificuldades para avançar e o Ceará muito superior, chegou com mais perigo. Em um erro na saída de bola, sobrou para Vina, que avançou com liberdade, aproveitou a zaga totalmente aberta, só fez tirar do goleiro Anderson e abriu o marcador. O Tricolor continuou apático, sem poder de reação, falta de criatividade para jogadas e finalização zero!

Saulo tentou, tentou que conseguiu. Já nos acréscimos, Kelvin tocou para ele, que deixou Gregore para trás e ampliou o marcador. E assim, segue o jejum. Em 2020, Bahia perdeu 4 jogos e empatou 1 para o vozão.

| A próxima partida
A próxima partida do Esquadrão será pela Sul-americana na quarta-feira (9), às 19h15, contra a equipe argentina Defensa y Justicia, na Arena Fonte Nova.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade