HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Rodriguismo? Jogando um futebol convincente Vitória aplica goleada no Paraná e vence a primeira fora de casa na série B.

Card image

Créditos: EC Vitória / Rodrigo Chagas já mostra seu trabalho no Vitória. Foto: Letícia Martins

Demorou! Mas enfim o Vitória venceu a primeira partida como visitante na série B 2020. Em confronto direto para se distanciar da zona de rebaixamento, o leão bateu o Paraná na Vila Capanema por 4×1, fazendo uma de suas melhores atuações na competição.

O rubro-negro baiano começou o jogo trocando passes no campo defensivo (como de costume), mantendo a posse de bola, chamando um pouco mais o Paraná para tentar explorar os contra-ataques, principalmente com Vico pela direita e Thiago Lopes na esquerda. A primeira boa chance saiu dos pés de Léo Ceará aos 12 minutos, finalizando de fora da área e assustando o goleiro Filipe. Não demorou para sair o primeiro gol. Aos 20 minutos Vico cobrou falta com perfeição, sem chances para o goleiro adversário.

Vico comemora o primeiro gol do Vitória. (Foto: Geraldo Bubniak/Estadão Conteúdo).

Após o gol o Vitória recuou e chamou os paranaenses pro seu campo, permitindo chutes da entrada da área que assustaram o goleiro Ronaldo. Primeiro com Paulo Henrique e depois Renan Bressan, ambos pra fora. O time baiano ainda teve mais alguns avanços na primeira etapa com Vico e Thiago Lopes, porém sem levar perigo ao gol paranista.

Na segunda etapa o leão voltou ligado e por muito pouco não ampliou aos 4 minutos com Léo Ceará que chutou forte na área e parou no goleiro Filipe. Aos 18, após uma bela troca de passes do setor ofensivo, Lucas Candido apareceu livre na esquerda e poderia ter feito o segundo, mas foi parado pelo impedimento assinalado de maneira incorreta pelo assistente. Aos 22 veio a “compensação”: Léo Ceará recebeu uma bola em velocidade e foi derrubado por Philipe Maia fora da área e o árbitro Tiago Nascimento dos Santos (que chamou a atenção pelos erros e também por ter um cartão “personalizado”) assinalou pênalti. Na cobrança o artilheiro rubro negro chutou forte, rasteiro e fez o segundo. Dois minutos mais tarde, saiu o terceiro. Lucas Cândido cruzou da esquerda e Jean desviou para dentro da própria rede, gol contra.

O cartão personalizado do árbitro Tiago Nascimento dos Santos. Fonte: Premiere/Globo

Aos 32 minutos, Ronaldo apareceu. Andrey chutou forte, no cantinho, mas o paredão foi buscar. Aos 41 não teve jeito. Vitinho recebeu na área, e mandou um balaço cruzado sem chances para o goleiro rubro-negro, 3×1.Aos 46 Léo Ceará recebeu uma ótima assistência de Leocovick e chutou colocado, no ângulo, golaço! Vitória 4×1.

Destaques positivos: O time inteiro fez um jogo muito bom, seguro. Ainda assim, Vico, Guilherme Rend, Léo Ceará e Leocovick (quem diria!)foram acima dos demais.

Destaques negativos: Numa goleada convincente dessas é difícil encontrar uma peça negativa. João Victor segue errando passes na saída de bola e testando o coração dos torcedores, porém segurou bem na zaga com Wallace, portanto está absolvido por hoje. Aproveito para deixar de destaque negativo a declaração infeliz e cercada de xenofobia do zagueiro do time paranaense Fabrício ao final do primeiro tempo: “A fase não está das melhores. Complicado. Também uma arbitragem nordestina para apitar jogo com time nordestino. O peso é diferente”. Faltou avisar ao Fabricio que o juiz era pernambucano, do mesmo estado do Náutico, adversário direto do Vitória na luta contra o rebaixamento. Tá ficando chato escutar esse tipo de declaração. Primeiro foi Felipão que parece que fazer escola… Logo o nordeste, historicamente prejudicado pelas arbitragens em jogos contra os times do Sul e sudeste. Enfim, que sejam punidos pelo STJD e que sirva de lição para os xenofóbicos de plantão.

FICHA TÉCNICA

Paraná 1×4 Vitória – 25ª rodada da Série B

Paraná: Filipe, Paulo Henrique (Kaio), Philipe Maia, Fabrício e Jean Victor; Meritão (Luan), Karl, Thiago Alves e Renan Bressan (Vitinho); Matheus Matias (Léo Castro) e Wandson (Andrey). Técnico: Rogério Micale.

Vitória: Ronaldo, Van (Jonathan Bocão), João Victor, Wallace (Mateus Moraes) e Leocovick; Guilherme Rend (Fernando Neto), Lucas Cândido, Matheus Frizzo e Thiago Lopes (Mateusinho) ; Vico e Léo Ceará. Técnico: Rodrigo Chagas.

Estádio: Vila Capanema/PR.
Gols: Vico, aos 20 minutos do primeiro tempo; Léo Ceará, aos 22, Jean (contra), aos 24, Vitinho, aos 41, e Léo Ceará, aos 46 do segundo tempo;
Cartões amarelos: Meritão, Hurtado, Jean, Fabrício, Philipe Maia, Andrey e Thiago Alves, do Paraná; Guilherme Rend e Léo Ceará, do Vitória;
Arbitragem: Tiago Nascimento dos Santos, auxiliado por Ricardo Bezerra Chianca e John Andson Alver Ribeiro (trio de Pernambuco).

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade