HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Paraná 1 x 4 Vitória: A Série C nunca esteve tão próxima

Card image

Créditos: Rui Santos/Paraná Oficial

Sentimento de tristeza, de humilhação, de desgosto. Confesso que não tenho tido nenhuma vontade de escrever ultimamente, por isso, tenho andado ausente por aqui… mas, vamos lá, tentar explicar o inexplicável…

O Paraná Clube sofreu mais uma dura derrota em sua história. Dura em todos os sentidos. Foi a terceira goleada sofrida na Série B, a primeira em casa.  É incrível a mediocridade e passividade deste time. Que está cada vez mais próximo de um vexame histórico. A Série C, nunca esteve tão próxima.

Não quero tentar analisar o que foi o jogo. O Vitória venceu com méritos. O Paraná Clube, mais uma vez, não teve uma postura digna e que fizesse merecer um resultado diferente do que aconteceu. Foram quatro. Mas, poderia ter sido muito mais.

Vou me permitir apontar o dedo e julgar os responsáveis por uma das temporadas mais ridículas da história deste time. A começar, pela direção. Omissa e covarde, que apenas se esconde e não dá uma mínima explicação ou satisfação para o verdadeiro torcedor paranista, que sofre a cada derrota, e tem cada vez menos esperança de dias melhores.

Os jogadores: desde o início, era sabido que o elenco não tinha condição de brigar pra subir. Mas, também, não era time para passar sufoco. Era para garantir uma permanência tranquila.

Porém, o que tem se visto, são jogadores com uma postura covarde e passiva, que claramente queriam derrubar o Rogério Micale, que infelizmente, acabou pagando o pato após o vexame.

Em seis jogos, foram um empate e cinco derrotas, e um pífio aproveitamento de 5%. Ele teve sua parcela de culpa, óbvio, mas nada me tira da cabeça que o elenco queimou ele. Agora, por qual motivo? Realmente, não sei. Talvez por birra pela saída do Allan Aal? Ou algum outro motivo interno. Nunca saberemos.

Allan Aal não era o único responsável pela queda de rendimento, assim como Rogério Micale também não era. Pode vir Jesus Cristo treinar esse elenco. Mesmo assim, não dará jeito.

Por fim, a torcida organizada. Que sempre apoiei e valorizei, e que já ajudou o Paraná Clube diversas vezes. Mas, que agora, virou fantoche nas mãos de incompetentes. Colocar selo em camisa e proibir o time de usar camisa rosa, é muito fácil.

Para quem não sabe Leonardo de Oliveira, presidente do clube, veio da arquibancada. O conflito de interesses não deveria, mas existe. Futebol não é brincadeira. Um clube comandado por uma torcida organizada, realmente não tem como ser profissional.

Nos últimos 15 jogos, o Paraná Clube tem apenas uma vitória. É, no momento, o time mais esfacelado esta Série B. Um time que já foi líder, e que iludiu muita gente, neste momento, está apenas cinco pontos na frente da zona de rebaixamento.

A Série C, nunca esteve tão próxima. Mais do que um novo treinador, é preciso que haja uma mudança completa de postura. Pois, caso contrário, em 2021, a Série C será a realidade deste time!

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade