HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

CSA

Mozart elogia atuação do CSA, mas lamenta empate: ‘era meu primeiro clássico e nós queríamos ganhar’

Card image

Créditos: Técnico azulino falou sobre empate com CRB e desfalques contra o América-MG

O CSA encarou o CRB na noite desta terça-feira (1), no Estádio Rei Pelé, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. E novamente, os rivais não saíram da igualdade: 0 a 0. Após o jogo, o técnico do Azulão Mozart Santos concedeu entrevista coletiva e apesar de satisfeito com o desempenho do time, lamentou o resultado.

“Jogar contra uma linha de cinco não é simples. Eles preenchem melhor o campo, normalmente a minha equipe infiltra bem, que combina bem do lado e jogando com cinco essas infiltrações acontecem menos e sinceramente, acredito que foi a primeira vez que eles atuaram assim no campo e nós não esperávamos, tentamos ajustar rapidamente e gostei mais do primeiro tempo que do segundo. Tivemos mais volume no primeiro, mais chances, e no segundo eu tentei soltar um pouco mais o Rafinha, fazer a nossa saída com três para colocar um jogador a mais na linha da bola e não surtiu efeito, então trouxe o Rafa para mais perto novamente e fazer um 4-3-3. Resumindo, eu saio satisfeito com o desempenho da minha equipe, menos satisfeito, obviamente, com o resultado por que era meu primeiro clássico e nós queríamos ganhar”, disse o treinador.

Artilheiro do time azulino, o atacante Paulo Sérgio não esteve em campo devido à suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Sobre a ausência de um homem referencia no ataque, Mozart lamentou, mas, lembrou o grande volume de posse de bola do time marujo. O Azulão terminou a partida com 64% contra 36% de posse.

“Sobre o Paulo, é óbvio (que fez falta), pois é o artilheiro do nosso time. Eu vi uma equipe que tentou jogar e outra que se defendeu muito bem, talvez seja a primeira vez que eu cite aqui a questão da posse de bola, talvez tenhamos tido mais e é obvio que em alguns momentos foi uma posse efêmera no sentido de não ser agudo, mas é difícil ser assim quando se têm nove ou dez jogadores atrás da linha da bola, pois não é de qualquer forma que você ataca”, comentou Mozart Santos.

O treinador azulino foi obrigado a fazer uma substituição na metade do primeiro tempo, quando o lateral direito Norberto sentiu uma lesão no joelho direito. Em seu lugar, entrou o lateral esquerdo Rafinha e Diego Renan foi deslocado para a direita. Quanto à situação de Norberto, Mozart torce para que não seja grave e possa contar com o atleta no próximo jogo.

“Eu espero que não tenha sido grave. O Norberto é um jogador extremamente importante para nós e num desenho de jogo como esse que você precisa combinar do lado com o ponta e o lateral, ele nos fez falta. Porém, ainda não sei a real situação e torço para que não tenha sido grave e espero que ele esteja apto a jogar no sábado”, justificou.

Para o duelo contra o América-MG no sábado (5), o CSA terá três desfalques devido ao terceiro cartão amarelo: o goleiro Matheus Mendes e os volantes Geovane e Yago. O comandante técnico comentou as ausências e revelou os substitutos dos três jogadores.

“Sabíamos que chegaria esse momento, o campeonato é duro com jogo atrás de jogo. Temos o Marquinhos que vai jogar no lugar do Yago, o Cedric entra no lugar do Geovane, pois temos um grupo bem homogêneo, e o Bruno Grassi vai entrar na vaga do Matheus. Confio bastante no grupo de jogadores que tenho e vamos trabalhar neste restante da semana, descansar bem e o América joga amanhã, então eles tem, teoricamente, um dia a menos, mas é uma equipe muito forte e não a toa é a segunda colocada na competição e é semifinalista da Copa do Brasil. Vai ser um jogo duro e espero que tenhamos um bom desempenho e conquiste o resultado positivo, é o que a gente deseja”, disse o técnico marujo.

Sobre o empate com o CRB afetar a posição do time na classificação da Segundona, Mozart disse que o time conquista um ponto e não desperdiça dois pontos, mesmo com o 0x0 desta terça.

“Nós entramos sempre pra vencer os jogos, mas do outro lado tem um adversário que também quer ganhar, é uma competição dupla. Vamos considerar que era um jogo fora de casa pois o mando era deles e pelo desenho que se tornou a partida desde o primeiro minuto eu já sabia que seria difícil pela postura da equipe deles e não estou aqui pra julgar, pois o futebol tem várias formas de jogar e fazer, cada um tem um gosto e eu particularmente tenho um gosto pouquinho diferente e acredito que pelas poucas oportunidades criadas foi um ponto conquistado. O Guarani perdeu para o Náutico lá em Recife e isso prova que não existe jogo fácil, o Confiança empatou com o Figueirense e são duas equipes que estão numa situação difícil, então, mexemos na tabela com esse ponto conquistado, estamos num caminho de ascensão e temos mais um jogo em casa agora com o vice-líder do campeonato e jogo a jogo tentar chegar o mais perto possível do nosso objetivo”, disse Mozart.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade