HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Decepção! É a palavra que define o sentimento da nação avaiana

Card image

Créditos: Torcida Mancha Azul

Só uma palavra define: DECEPÇÃO

Pós jogo

Decepção define o sentimento do torcedor avaiano após a derrota vexatória para o já rebaixado Oeste na noite desta segunda-feira.

O torcedor avaiano foi afastado do clube não apenas pela Pandemia, mas principalmente por uma gestão administrativa que não valoriza, não dialoga e não respeita o torcedor.

A derrota para o lanterna do campeonato serviu de coroação do pífio trabalho realizado pela atual comissão técnica do clube. E pode-se dizer que a coroa utilizada é a do “Reizinho da Ressacada”.  

Se a grande maioria dos torcedores enxergam que o elenco de 2020 é forte e deveria estar lutando pelo título, estes também tem a certeza de que a comissão técnica que inclui, os Srs. Geninho, Evando e Bruno Gonçalo, além dos preparadores físicos, são os grandes responsáveis pelos fracassos de 2020. E o que não é passível de compreensão é a estabilidade que estes possuem nos cargos que ocupam.

Após o jogo, integrantes da Torcida Mancha Azul e diversos torcedores não organizados mas indignados, foram na Ressacada cobrar jogadores, comissão técnica e dirigentes pela vergonhosa situação que o Avaí se encontra. Em nota oficial a torcida divulgou o seguinte:

“Comunicado Oficial da Torcida Mancha Azul

Na noite de ontem, após a vexatória derrota para o lanterna e já rebaixado Oeste, estivemos no estádio da Ressacada para cobrar explicações do grupo de jogadores, comissão técnica e dirigentes do clube.

Em primeiro tom é importante destacar que por parte da Torcida Mancha Azul não houve invasão de áreas restritas, agressões e depredação do nosso patrimônio, Estádio da Ressacada. As cobranças foram ríspidas, porém respeitaram os limites legais.

Infelizmente o que sabíamos há tempos foi verbalizado pelo segurança particular do presidente Battistotti, o Sr. Raul, que fez o seguinte pronunciamento: “depois vocês acham ruim quando a polícia invade a casa de vocês as 7 (sete) da manhã”. Fazendo referência o operação holligans, que como sabíamos partiu do clube, que utilizou a máquina pública de forma ilegal e imoral para intimidar e coagir os dirigentes da torcida, com o objetivo de evitar cobranças pela vergonhosa campanha no campeonato brasileiro de 2019 e que resultou na invasão da nossa sede social e nas casas do presidente e vice presidente da instituição. Onde nada foi encontrado e posteriormente a operação nem sequer teve oferecimento de denúncia.

Mas o importante aqui é trazer o conteúdo das conversas com jogadores e comissão técnica. Os jogadores foram coesos na fala. Estão com 3 meses de salários atrasados e não recebem treinamento, o que se tem no Avaí por parte da comissão técnica são rachões.

Nós há algum tempo estamos alertando para as mazelas que se encontra em nosso departamento técnico. Não é de hoje que o Sr. Evando e Sr. Bruno Gonçalo são mal falados por jogadores e funcionários. Protegidos pelo presidente Battistotti, que inclusive tem uma amizade elevada com o Sr. Evando ao ponte de ser sócio de lancha, estes são intocáveis dentro do Avaí, não importa o que aconteça.

É inadmissível que os dirigentes do Avaí que propagam aos quatro cantos estarem fazendo uma gestão austera, estejam deixando trabalhadores com 3(três) meses de salários atrasados enquanto fazem apresentações para a “imprensa” de projetos estruturais.

Quanto ao Sr. Geninho, que ganha um alto salário no Avaí, acima dos “três dígitos” entendemos não possuir mais condições de estar à frente do nosso clube. Ele que prometeu se não fizer 6 (seis) pontos nos próximos dois confrontos entrega o cargo, não possuí mais condições de ser treinador e não pode estar onde estar por mera amizade e convencia com o presidente.

Nós respeitamos a história do Geninho como um dos técnicos mais vitoriosos que passou pelo Avaí, mas exigimos o seu imediato desligamento.

#ForaGeninho #ForaEvando #ForaBrunoGonçalo – Continua….” (Grifo nosso)

As informações trazidas pela torcida e por outros tantos torcedores que se fizeram presente na noite de ontem após o jogo na Ressacada são graves.

É inadmissível que um clube de futebol, uma associação onde as pessoas que trabalham são remuneradas com as mensalidades e o consumo de produtos dos torcedores, utilize-se de meios ilegais, envolvendo o Estado para coagir e perseguir torcidas organizadas e torcedores. Isso é caso para o Ministério Público e foge da esfera institucional. É CRIME!

Voltando para a instituição, a atual diretoria do Avaí esbraveja aos quatro ventos que sua gestão é austera. Nesta semana anunciou melhorias na parte estrutural no CT do clube anexo a Ressacada e também que quitou todos os débitos em cartório, informações trazidas por este portal.

Ao que parece, trata-se de pura politicagem, já que os jogadores estão com 3 (três) meses de salários atrasados, o que é inadmissível.

Quanto as demais informações da nota, comungo do mesmo pensamento. Não existe a menor condição de permanência do Geninho e seus pares. É hora de mudanças radicais.

Nessa história que mais parece um roteiro de novela mexicana, é importante chamar para dar explicações os responsáveis pelo futebol no Avaí. Os Srs. Marquinhos e Diogo. Estes que já admitiram não possuir autonomia para mexer na comissão técnica, ao menos deveriam ter a hombridade de dar satisfação aos torcedores.  Na cabeça do torcedor fica a dúvida, são cumplices ou são vítimas? Se são vítimas, por que não expõem todas as mazelas?

A esperança de dias melhores no sul da ilha de Santa Catarina continua na força de sua torcida que precisa urgentemente participar de forma efetiva da vida política do clube.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade