HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Bate-papo com Renata Faro, nutricionista do Fluminense

Card image

Créditos:

Em entrevista ao Boteco Brahma Tricolor, na FLUTV, a coordenadora de nutrição do futebol do Fluminense explicou como trabalha o departamento e contou algumas curiosidades. Confira o bate-papo com a profissional responsável pela alimentação dos atletas do tricolor.

Alexandre Araujo: Renata, o que muda na alimentação dos atletas nos jogos disputados a noite?

Renata Faro: Eles recebem uma orientação nutricional individual. Quando o jogo acontece às oito da noite, por exemplo, a primeira refeição é feita ao meio-dia. No almoço eu não tenho tanta preocupação com a digestão dos atletas. Eu posso colocar alimentos mais fibrosos e de forma mais natural. As quatro da tarde eles também fazem um lanche, quase um jantar, com frango, macarrão e até picolé.

Alexandre Araujo: Após a partida, existe alguma alimentação específica? É verdade que eles comem pizza?  

Renata Faro: Eu acho curioso o interesse das pessoas em saberem o que os atletas comem após os jogos. Nós temos que oferecer para eles alimentos ricos em carboidrato e proteína para ajudar na reserva de energia. Pode ser até que a gente ofereça uma pizza, mas tem que ser uma mais saudável.

Alexandre Araujo: Como é a alimentação deles no intervalo?

Renata Faro: Existe uma preparação da alimentação e suplementação para antes, durante e depois da partida.  Antes das partidas, por exemplo, tem repositor de carboidrato e algumas substâncias que ajudam a manter concentração. No intervalo do jogo, eles fazem reposição de carboidrato, alguns preferem em forma de gel e outros na forma liquida. Além disso, é importante a reidratação e frutas que estão à disposição dos atletas.  

Alexandre Araujo: O que mudou no vestiário tricolor após a sua entrada no clube?

Renata Faro: Eu bani alguns alimentos que eram oferecidos no vestiário. O único que eu mantive foi a laranja. Tinha refrigerante e alimentos que não ajudavam na melhor performance dos atletas. Algumas pessoas ficaram chateadas e diziam: “ Lá vem a nutricionista para atrapalhar a vida da gente”.

Alexandre Araujo: Dizem que alguns clubes europeus liberam a cerveja antes dos jogos. O que você acha?

Renata Faro: Não acredito que seja verdade. É bastante comum alguns jogadores tomarem uma taça de vinho um dia antes da partida, é cultural. Não dá é para tomar uma garrafa!

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade