HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Após semana cheia no Ninho, Flamengo deve ter ‘cara de Ceni’ na decisão contra o Racing

Card image

Créditos: Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O duelo decisivo desta terça-feira (1º), contra o Racing, no Maracanã, pelas oitavas de finais da Libertadores promete revelar alguns pontos importantes para as pretensões do Flamengo na temporada. As suspensões de Thuller e Natan na defesa, e as possíveis ausências de Gabigol e Pedro no comando de ataque rubro-negro aumentam a curiosidade sobre qual será a postura da equipe de Rogério Ceni diante dos argentinos.

Bicampeão do maior torneio da América como jogador, o ex-goleiro que se destacou como uma liderança, capaz de mexer com os “brios” dos companheiros dentro de campo, tem agora fora das quatro linhas, a missão de fazer ajustes e passar tranquilidade para um time que ainda não encontrou o equilíbrio defensivo e tem repetido erros nas conclusões de jogadas ofensivas, além de conviver com desfalques a cada confronto.

Com a covid-19, o calendário que já era apertado, imprensou-se ainda mais, o que praticamente impede que as equipes tenham a semana cheia para trabalhar. Na coletiva, após o empate por 1 a 1 na Argentina, Rogério ressaltou essa dificuldade e evitou entrar em polêmica, quando questionado sobre erros individuais.

“Não vou apontar um jogador, acho que é preciso avaliar o conjunto. Nós temos que ter tempo para treinar. Estou aqui há duas semanas e esse já é o quinto jogo em pouco tempo. Nós não tivemos praticamente treino ou espaço para recuperação. O que vamos fazer durante essa semana é melhorar o time e, inclusive, o sistema defensivo”, afirmou.

A fala de Ceni, de fato, se exemplifica nos números. Apresentado no último dia 10 de novembro, Rogério completará apenas três semanas comandando o Fla, nesta terça-feira. O jogo contra o Racing será o sexto do treinador a frente do Rubro-Negro, mas pela primeira vez desde a sua chegada ao Ninho do Urubu, o técnico finalmente teve uma semana cheia com o grupo para implementar seus conceitos e fazer ajustes, o que aumenta a expectativa de um Flamengo diferente, um pouco mais ao estilo do novo professor.

Para os mais supersticiosos, o dado curioso é que Domenec Torrent também lutou contra a escassez de tempo para treinar o grupo, e coincidentemente só conseguiu após uma sequência de cinco jogos. Da sexta partida em diante, o Flamengo viveu o seu melhor momento na Era Dome, engrenando quatro vitórias consecutivas, e colando na liderança do Brasileiro, após desbancar Santos, Bahia, Fortaleza e Fluminense.

Por outro lado, sob o comando de Jorge Jesus o Flamengo sofria poucos gols, fazia variações no ataque e mantinha uma base titular ao longo da temporada. Com Dome a coisa mudou, e o time que sofria poucos gols, passou a ter uma das defesas mais vazadas do Brasileiro. Rogério Ceni já demonstrou ser mais adepto ao estilo de JJ, mas ainda segue em busca da arrumação do sistema defensivo. Com ele, o Flamengo ainda não conseguiu sair de campo sem sofrer gols.

Sem Natan e Thuler, suspensos, e com Rodrigo Caio se recuperando de lesão, Rogério deverá escalar Gustavo Henrique ao lado de Léo Pereira, contra o Racing. Muito criticado pelo torcedor, o ex-santista vive um momento delicado no clube, tanto que no jogo de ida no El Cilindro, após a expulsão de Thuler, Ceni optou por improvisar Arão na defesa. Gustavo entrou somente após Renê (que jogava improvisado na lateral-direita) pedir substituição, o que deixa o torcedor preocupado com a presença do camisa 2.

Em uma temporada tão atípica, com jogos espremidos, em que ter tempo para descanso e treinamento é raro, o que o mínimo que o rubro-negro espera é que em uma noite provavelmente sem Gabigol, nenhuma das equipes marquem gol, pois com a vantagem de jogar pelo empate, erro zero na defesa diante dos argentinos pode ser decisivo para a classificação do Flamengo às quartas de finais da Libertadores.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade