HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

No duelo de tricolores, o Baiano saiu derrotado

Card image

Créditos: Foto: Felipe Oliveira | ECBahia

A noite deste sábado (28), foi marcada pela derrota do Tricolor baiano em plena Arena Fonte Nova. O Bahia perdeu para o São Paulo por 3 a 1 e desceu um pouco na tabela.

Minutos antes do início da partida, Zeca, Ronaldo e Capixaba testaram positivo para covid-19. Como Anderson Martins, Lucas Fonseca e Gilberto estavam suspensos, Cláudio Prates ficou com poucas opções para iniciar a partida e começou com Douglas, Mateus Bahia, Juninho, Ernando, Edson, Ramon, Gregore, Elias, Alesson, Rossi e Rodriguinho.

| O jogo
O 1T foi marcado pelo equilíbrio das duas equipes. O São Paulo muito bem estruturado e com sede de triunfo para encostar na liderança. Quando saiu a escalação, me preocupei pela quantidade de improvisos devido aos desfalques, mas me surpreendeu. Se defendendo, mas também atacando, só não soube aproveitar as oportunidades. Tiveram alguns lances de ataque, mas sem grandes perigos. Um lance que gerou dúvida entre os atletas e telespectadores, foi a saída violenta do goleiro Tiago Volpi, do tricolor paulista. Em um cruzamento da equipe baiana, o zagueiro Ernando foi cabecear e recebeu um “soco” do goleiro. A princípio o árbitro não marcou, mas foi chamado pelo VAR para verificar o possível pênalti e o árbitro seguiu com sua decisão e não marcou, deu escanteio. Lance de muita revolta, pode não ter sido proposital, mas lance perigoso que poderia mudar o rumo da partida. Ficou caro para o zagueiro do Esquadrão, que ficou com um corte no nariz, mas seguiu na partida.

Foto: Felipe Oliveira | ECBahia

Os gols só saíram no 2T, logo aos 7′, após cobrança de lateral, o goleiro Douglas se antecipou, os zagueiros vacilaram, Luciano deu uma bicicleta, que ia para fora, mas tocou no zagueiro Juninho e entrou, e assim saiu o primeiro gol do São Paulo. O Bahia continuou com dificuldades para chegar ao ataque, até que aos 20′, após cobrança de falta pela esquerda, Arboleda subiu tranquilo e cabeceou direto para o fundo das redes, ampliando o placar. Aos 29′, em mais uma assistência de Reinaldo pela esquerda, Luciano bateu com efeito e Douglas não alcançou. O Bahia não conseguia chegar ao ataque e não ofereceu nenhum perigo para Tiago Volpi. Até que Nino arrancou pela direita, cruzou para o meio da grande área, Clayson diminuiu para a equipe Tricolor aos 36′. Depois disso, o Bahia nao criou mais nada e assim terminou a partida.

Com esse placar, o Bahia chega aos 37 gols sofridos, a pior defesa do campeonato. Fica na 12° colocação com 28 pontos. 

| Próxima partida
A próxima partida do Bahia pelo Brasileirão será no sábado (5) contra o Ceará. Mas antes disso, o Tricolor disputará um jogo decisivo pela Sul-americana, na terça-feira (01), às 19h15, contra o Unión Santa Fé. O Tricolor venceu a primeira partida por 1 a 0, na Arena Fonte Nova e joga pelo empate.

Vamos pra cima, Esquadrão!

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade