HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Vitória 0 x 0 Náutico – Tá sobrando Expertise e faltando futebol

Card image

Créditos: Caio Falcão/CNC

Escapamos! Esse é o termo para o jogo de hoje. Mais um jogo tenebroso do Vitória na Série B, onde pontuar foi um milagre. Mas eu apenas dizer isso pode parecer mais um jogo banal, afinal o ECV vem jogando mal desde a volta da pandemia (Que não acabou. Fica em casa, torcedor).

Vale o destaque também para a homenagem feita pelo Náutico ao falecimento de Dom Diego Armando Maradona, aos 60 anos nesse dia 25/11.

Jean Carlos e a camisa em homenagem a Maradona. Créditos: Caio Falcão/CNC

Para começar vamos falar do primeiro tempo. Um primeiro tempo morno, onde o Vitória tentava rodar a bola em um gramado péssimo (E que má escolha de tática de jogo hein Barroca?), o Náutico pouco fazia e quando fazia era com ligação direta do goleiro Anderson (Estreante pelo Timbu) para Kieza e ainda assim teve a chance mais perigosa ao ex atacante do ECV rolar para Ruy não concluir a lei do ex. De resto, o primeiro tempo se arrastou com o Vitória tendo mais posse, mas não finalizando a gol.

Já no segundo tempo, foi um sufoco. O Náutico conseguiu imprimir um ritmo maior, passou bem perto de abrir o placar, forçaram grandes defesas de Ronaldo em chutes de Hereda aos 21 minutos e Erick de fora da área aos 29 minutos e ainda carimbaram a trave com Dadá Belmonte aos 46 minutos que ainda pegou o rebote que Guilherme Rend travou e a bola parou em escanteio.

Para fechar a declaração de Wallace no pós jogo que até parece que eles jogaram outro jogo:

“Acho que a gente veio com intenção de ganhar. Resultado razoável. A gente não teve capricho na última bola. Mas está de bom tamanho pelo que a gente apresentou no segundo tempo”.

Melhor em campo: Ronaldo. O que falar de Ronaldo. Mais uma grande partida dele esse ano e ele segue sendo o maior destaque do time no ano. São Ronaldo não falha.

Pior em campo (Trófeu Mariano Trípodi): Thiago Lopes. Ele entrou em campo? Qual a função dele? Qual lance ele desequilibra? Por quê trouxeram ele? #expertise.

Nota do treinador: 2/10. Placar igual, má atuação igual, nota igual. O que falar da escalação e das alterações de Eduardo Barroca? Por quê ele não usa 2 atacantes ao menos por 30 minutos de jogo? Por quê ele ainda coloca Matheusinho, Marcelinho e Gerson Magrão? Para quê ele tentou alterar no meio campo sem alterar nada? Por quê ele ficou 14 minutos com dois laterais direitos (Léo e Van) em campo? #expertise

Estatísticas do jogo (Dados do Sofascore):

Posse de bola: 53% Náutico – Vitória 47%

Finalizações: 20 – 14

Finalizações a gol: 6 – 2

Passes trocados: 390 – 341

Precisão no passe: 77% – 74%

Cartões amarelos: 1 – 2

Cartões vermelhos 0 – 0

Lance emblemático do jogo: O relógio marcava 46 do segundo tempo. Parecia que o pior tinha passado. Somente Parecia. Dadá Belmonte recebe passe de trás, domina e finaliza na trave, assustando a todos os tubro negros e mostrando que o Náutico terá de remar muito para sair do Z-4 (E o Vitória terá de jogar mais se quiser escapar).

Próximo jogo: Sábado, 28/11, contra o CRB no Barradão às 18:30.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. LUIS ALBERTO LOPES disse:

    Você está sendo benevolente ao dizer que o time não está jogando nada desde a volta na pandemia. O Vitória não tem jogado nada faz muito tempo.😒

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade