HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Flamengo 3×1 Coritiba: resultado injusto

Card image

Créditos: Divulgação/Coritiba

Diante da situação do time na tabela, somada ao fraco rendimento das últimas partidas e ao adversário que o Coritiba teria pela frente, poucos eram aqueles que acreditavam num triunfo alviverde. Hoje, perder para o Flamengo por 3 a 1 no Maracanã infelizmente é mais do que normal.

Porém posso afirmar com todas as letras que esse resultado foi extremamente injusto.

Arbitragem tendenciosa? Coxa sofrendo com tarde iluminada do goleiro adversário? Flamengo super efetivo nas finalizações? Muito pelo contrário. O placar ficou baratíssimo para o time paranaense. Enquanto a equipe carioca teve 12, DOZE, chances claras de gol perdidas — com direito a duas bolas na trave e um milagre de Wilson em chute de Everton Ribeiro — o Coxa teve apenas uma situação de gol em toda a partida, e no último lance, quando acha seu gol e torna o, até então, “apenas” 3 a 0 para os mandantes, ainda mais mentiroso. Diego Alves não teve NENHUMA defesa durante os 94 minutos de partida. Sem exagero, se não fosse a mira descalibrada do Flamengo nesse jogo, uns 6 ou 7 a 0 não seria absurdo nenhum pelo que foi a partida.

Jogando em um inédito 3-5-2, o Coxa provavelmente fez sua pior apresentação no campeonato, e olha que quem acompanha o time sabe que o nível de comparação não é lá essas coisas. Parecia jogo-treino da equipe carioca se preparando para o jogo da Libertadores, realmente um desempenho vexatório do time alviverde. Os únicos destaques que dá para apontar são as estreias de Osman, que começou a partida como titular, e Brayan Lucumí (que entrou durante a segunda etapa justamente no lugar de Osman) e mais uma participação em gol para Giovanni Augusto, que deu bela assistência para Mattheus Oliveira e foi o único que se salvou nessa partida.

Aliás, sobre Giovanni Augusto vale lembrar que são 9 participações diretas em gols (gol ou assistência) nas últimas nove partidas, tem jogado muito. Mas sozinho não vai conseguir resolver sempre, ele e o torcedor coxa-branca precisam de ajuda dos companheiros e da comissão técnica pra ontem, se quisermos sonhar, de fato, com a permanência na Série A para a próxima temporada.

Preocupante é pouco para a situação do Coritiba. Apesar de ser o 18º colocado na tabela, o que mais deixa o torcedor de cabelo em pé é o desempenho, ou melhor, a falta de desempenho. Mesmo com uma classificação ainda muito embolada, onde uma sequência positiva já deixaria o time respirando mais aliviado, é difícil ter qualquer perspectiva de melhora diante das últimas atuações e do plantel que o Coxa tem hoje.

Quarta-feira é mais um jogo duro e com pouco tempo de descanso, mas a vitória é imprescindível. Em casa, contra um Corinthians que segurou o Grêmio mesmo com dois homens a menos em campo (inclusive quase saiu com a vitória se não fosse um milagre de nosso ex, Vanderlei), o Coxa terá que, custe o que custar, sair com os 3 pontos para almejar alguma coisa no restante da temporada e ter um pouco mais de tranquilidade nos treinos durante os 10 dias que terá até o próximo confronto do campeonato, contra o RB Bragantino, adversário direto na luta pela permanência.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Loyse disse:

    Vamos,Coxa! 💚

  2. Henrique Zulato disse:

    Coxa Coxa doido fiu fiu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade