HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Com 21 desfalques, Palmeiras perde seu primeiro jogo sob comando de Abel Ferreira

Card image

Créditos: Cesar Greco/ Patrick de Paula, melhor jogador do Palmeiras no jogo

O Palmeiras enfrentou o Goiás pela 22ª rodada do campeonato brasileiro, no estádio da Serrinha, na noite deste sábado, 21, e perdeu por 1×0 para o time da casa. A partida de hoje acaba com a sequência de 9 jogos de invencibilidade do time paulista.

Os desfalques fizeram falta, mas o Verdão conseguiu começar o jogo melhor. Luiz Adriano sentiu dor pouco depois dos 20 minutos do primeiro tempo e aos 24 saiu de maca, sendo substituído por Fabrício, que fez sua estreia no profissional. O jogador da base vem sendo importante nos campeonatos do sub20, jogou durante a semana e nem havia sido integrado ao grupo antes da partida.

O jogo estava bastante truncado, com pouca criação dos dois lados. E, aos 39 do primeiro tempo, Mayke, na lateral esquerda, foi expulso, com auxílio do VAR. O Palmeiras ainda teve algumas chances, mas o jogo ficou bastante complicado para a equipe. Aos 43 do primeiro tempo, saiu Lucas Limas para entrada de Lucas Esteves e Marcelinho para entrada de Gabriel Menino. O primeiro tempo acabou com o Palestra jogando melhor.

Os times voltaram para o segundo tempo e até os 22 minutos, aproximadamente, pouca coisa aconteceu. O Goiás, durante todo o jogo, apresentou pouco perigo ao Palmeiras, que teve algumas chances, mas não soube aproveitar. O time estava bastante lento e a transição ficou comprometida. Aos 35 minutos do segundo tempo, em cobrança de falta, Patrick de Paula conseguiu mandar um belo chute, mas o goleiro adversário fez boa defesa.

Provavelmente para tentar segurar o empate, que já seria um ótimo resultado para o Palmeiras, Abel tirou Fabrício, que também estava bem cansado, e colocou Luan. Um pouco depois, já aos 45 do segundo, Patrick perdeu grande chance, tentando tirar o zagueiro do lance, que conseguiu tirar a bola. Pouco tempo depois, o próprio Patrick não fechou o bate do jogador do Goiás, que fez um golaço no gol de Weverton.

Apesar dos minutos finais, Patrick de Paula foi um dos melhores em campo e fez grande jogo. Participou, como de costume, de grandes desarmes e recuperações de bola, tentou chutes ao gol e ainda buscou o contra-ataque.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Everton Aragão Dias disse:

    Não dá pra crucificar tanto o Abel, pois ele escalou o que tinha, mas o Mayke, Ramires e Patrick de Paula tem que afastalos igual fizeram com o guerra, o Patrick eu acho que dá para o abel chegar nele conversar no particular e ir dando chances pra ele aos poucos, coloca ele durante o jogo e dependendo põe ele como titular.

  2. Vera Maria leite disse:

    Adoro as reportagens da Tainá . Obrigada !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade