HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Homem negro morto no Carrefour, era torcedor organizado como nós!

Card image

Créditos: Imagem congelada de vídeo do espancamento do homem negro da Torcida Os Farrapos, do E.C. São José.

O homem negro agredido até a morte por seguranças de uma das loja da rede de supermercados Carrefour, em Porto Alegre, na noite de quinta-feira (19), às vésperas do Dia da Consciência Negra, trata-se de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, membro da torcida organizada Os Farrapos de São José.

O espancamento teria começado após um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do estabelecimento, localizado no bairro Passo d’Areia, na zona norte de Porto Alegre, informou a Brigada Militar, como é conhecida a Polícia Militar no Rio Grande do Sul.

Beto, como era conhecido na torcida, foi levado para a entrada do supermercado por dois seguranças, quando se iniciou a luta corporal e o torcedor foi espancado. Os dois suspeitos foram presos em flagrante, um deles é policial militar e foi levado para um presídio militar, o outro é segurança da loja. O Departamento de homicídios da Polícia Civil investiga a ação como homicídio qualificado.

Nas imagens gravadas (click para assistir) por populares que acompanhavam e assistiam ao espancamento, é possível observar manchas de sangue pelo piso e dois homens fardados tentam imobilizar a vítima ensanguentada, enquanto uma funcionária tenta impedir que as pessoas filmem a ação.

Imagem mostra dois homens fardados espancando homem negro ao chão e manchas de sangue.

Em nota divulgada no perfil oficial da Torcida Os Farrapos, do E.C. São José, a qual João Alberto era membro, pede Justiça pelo assassinato, veja na íntegra.

Reprodução Torcida Os Farrapos- E.C. São José/Instagram

BETO ETERNO 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿

Na noite de hoje, Beto foi brutalmente espancado e assassinado por 2 seguranças do Carrefour Passo D’areia, há relatos que os seguranças bateram a cabeça dele no chão por diversas vezes e Beto clamava por socorro e pedia para respirar pois estavam trancando a respiração dele com os joelhos nas costas , bem na parte dos pulmão, infelizmente não resistiu a parada respiratória e acabou falecendo.

@carrefoursa MERCADO DE RACISTAS E ASSASSINOS

JUSTIÇA JA !!!

#BetoEterno#Luto#Osfarrapos

Assassinatos de negros no Brasil

Em agosto, dados divulgados pelo Atlas da Violência 2020 apontam para um crescimento de 11,5% dos assassinatos de pessoas negras, na última década. Enquanto houve queda de 12,9% nos assassinatos de não negros, durante o mesmo período. O relatório também mostra que, em 2018, os negros representaram 75,7% das vítimas de todos os homicídios.

O que diz o Carrefour

Já o Carrefour disse em nota que lamenta o ocorrido e que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso.

O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário.

O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente. Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais.

O disse a Brigada Militar

mediatamente após ter sido acionada para atendimento de ocorrência em supermercado da Capital, a Brigada Militar foi ao local e prendeu todos os envolvidos, inclusive o PM temporário, cuja conduta fora do horário de trabalho será avaliada com todos os rigores da lei. Cabe destacar ainda que o PM Temporário não estava em serviço policial, uma vez que suas atribuições são restritas, conforme a legislação, à execução de serviços internos, atividades administrativas e videomonitoramento, e, ainda, mediante convênio ou instrumento congênere, guarda externa de estabelecimentos penais e de prédios públicos.

A Brigada Militar, como instituição dedicada à proteção e à segurança de toda a sociedade, reafirma seu compromisso com a defesa dos direitos e garantias fundamentais, e seu total repúdio a quaisquer atos de violência, discriminação e racismo, intoleráveis e incompatíveis com a doutrina, missão e valores que a Instituição pratica e exige de seus profissionais em tempo integral.

Até o fechamento da matéria a Associação Nacional das Torcidas Organizadas do Brasil, não havia se posicionado.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade