HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Figueirense repete estratégia e aposta em pacotão de reforços

Card image

Créditos: Figueirense FC

Não é segredo a ninguém que o futebol brasileiro recorre a pacotão de contratações quando os resultados não aparecem. Geralmente, nos últimos dias próximos ao fechamento da janela de inscrições, quem está em situação complicada recorre a vários jogadores para tentar sobreviver na competição.

O Figueirense já fez isso com êxito em 2019 e 2013. Agora, em 2020, repete a estratégia e anuncia, numa única tacada, quatro jogadores para tentar escapar do rebaixamento. São três laterais e um zagueiro, até o momento, em busca dos pontos que o livrarão da Série C em seu centenário. Além disso, veio o treinador Jorginho, o terceiro no atual Campeonato Brasileiro.

Somente nesta semana, chegaram os laterais Mikael, Renan Luís, Thiaguinho e o zagueiro Guilherme Teixeira. Todos contratados para suprir a falta de qualidade dos atuais titulares, bem como lesões, suspensões e até a saída do zagueiro/volante Pereira.

É a última tacada do Figueirense nesta Série B, haja vista que até agora a diretoria tratou de contratar, em sua grande maioria, jogadores bem jovens que não são aproveitados por seus clubes de origem. Se fosse resumir, diria que o elenco alvinegro trata-se de um catadão do sub-23 alheio.

Com estas chegadas, a diretoria tenta repetir 2013 e 2019, como disse acima. No ano passado, a situação era diferente, pois a tumultuada gestão da Elephant tratou de minguar o time e quem o assumiu, a partir de setembro, precisou buscar contratações para ter ao menos um time em campo. Vieram, entre outros, o atacante Breno (hoje no Palmeiras depois de boa passagem pelo Juventude), Jefferson Renan, o goleiro Pegorari, os laterais Conrado e Luís Ricardo, além do técnico Pintado. Foi sofrido, mas deu certo!

Em 2013, a situação não era de queda mas, no meio da Série B, os resultados negativos forçaram uma mudança geral. De dirigentes a treinador, passando por jogadores, o time teve caras novas e conseguiu o acesso. Naquele ano, vieram o diretor Rodrigo Pastana, o técnico Vinícius Eutrópio, além de jogadores como Thiego, Paulo Roberto, Rodrigo Souto, Rivaldo e o atacante Everton Santos. Com tamanho enxerto, o alvinegro subiu.

Seja por qualidade ou quantidade, o Figueirense adotou tal estratégia e se deu bem em 2019 e 2013. Espero que assim seja em 2020/21.

Apenas como curiosidade, coloco aqui as escalações em rodadas emblemáticas das Séries B dos anos mencionados neste texto. Veja e compare as mudanças nas escalações com o passar das rodadas:

Figueirense x América-RN (1ª rodada 2013)
Ricardo, William, Thiego, Douglas e Saci; Ronaldo Três (Henrique Miranda), Willian Magrão, Pablo (Tinga) e Maylson; Rafael Costa e Ricardinho. Téc: Adilson Batista

Figueirense x Bragantino (19ª rodada 2013)
Tiago Volpi; André Rocha, Douglas Marques, Bruno Pires e Saci; Luan (Rodrigo), Nem, Tinga (Hildo) e Tchô; Ricardinho (Pablo) e Rafael Costa. Técnico: Vinícius Eutrópio

Bragantino x Figueirense (38ª rodada 2013)
Tiago Volpi; André Rocha, Thiego, Nirley e Saci (Luan); Paulo Roberto, Rodrigo Souto, Maylson e Pablo (Rivaldo); Everton Santos (Ricardinho) e Rafael Costa. Técnico: Vinícius Eutrópio

Figueirense x Guarani (1ª rodada 2019)
Denis; Matheus Ribeiro, Alemão, Ruan Renato e Matheus Destro; Zé Antônio, Betinho e Tony; Felipe Mateus (Alípio), Willian Popp (Júlio Rusch) e João Diogo (Guilherme). Técnico: Hemerson Maria

Operário x Figueirense (19ª rodada 2019)
Elisson; Vitor Guilherme, Alemão, Ruan Renato e Roberto; Zé Antônio, Betinho (Robertinho), Tony; Felipe Mateus (Andrigo), William Popp e Rafael Marques (Yuri Mamute). Técnico: Vinícius Eutrópio

CRB x Figueirense (37ª rodada 2019)
Pegorari; Luis Ricardo, Alemão, Pereira e Conrado; Patrick, Tony e Fellipe Mateus; Victor Guilherme (Robertinho), Breno (Héliton) e Rafael Marques (Andrigo). Técnico: Pintado

Operário x Figueirense (1ª rodada 2020)
Sidão; Lucas, Alemão, Rony e Brunetti (Victor Oliveira); Pereira, Arouca (Keké), Marquinho (Guilherme) e Everton (Lucas Henrique); Pedro Lucas (Everton Santos) e Diego Gonçalves. Técnico: Márcio Coelho

Ponte Preta x Figueirense (19ª rodada 2020)
Sidão; Lucas Carvalho, Alemão, Victor Oliveira (Vitor Mendes) e Brunetti; Matheus Neris (Arouca), Pereira, Dudu (Lucas Barcelos) e Marquinho (Diego Gonçalves); Bruno Michel (Felix Micolta) e Everton Santos. Técnico: Elano

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade