HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Gol do São Paulooooo! E a “música no Ar”!

Card image

Créditos:

“Archibald…. Archibaaaaald…. A música no ar!”

Se você é mais jovem, possivelmente não está entendendo esse começo do texto.

Mas, se a velha guarda é teu o lugar, duvido que não tenhas lembrado de algo guardado na memória gloriosa de todo são-paulino.

O show de rádio da Joven Pan, comandado pelo fantástico Estevam Sangirardi, marcou época no futebol brasileiro.

Iam os anos 70 e com ele, o São Paulo ocupando espaço no cenário nacional sempre com grandes times. Sair de um jogo no Morumbi, depois de vitória geralmente marcante, levando ao ouvido o radinho de pilhas no “show de rádio”, era regra.

A valsa completando a narração de cada gol do São Paulo, ora na voz do Osmar Santos, ora na de José Silvério, mexia com o torcedor por mais frio que fosse.

Ontem, depois da vitória destacada do São Paulo, cheguei a escutar a música imortalizada por Sangirardi e o seu personagem “Conde Du Morumbi”.

Despois de tanto tempo e de atuações que mais beiraram o desastroso, ontem o meu São Paulo me fez entrar na tal máquina que nos leva a dias gloriosos vividos há décadas.

Não que tenha sido um primor de apresentação, inclusive depois de um sofrido primeiro tempo.

Mas com certeza foi um primor de placar, principalmente se somado nas duas partidas: um 5×1 pra ninguém botar defeito.

Um segundo tempo calculista e fatal, capaz de fazer o coração tricolor bater da forma que não acontecia a bastante tempo.

Luciano foi fatal.

Dani Alves correu como nos bons tempos de Barça.

A zaga, mesmo dando os já rotineiros sustos, não sofreu revés.

O meio-campo trabalhando bem e até o Pablo, ultimamente sonolento, deixou sua marca num gol de futsal.

Ah sim, Volpi, como esquecê-lo?

O homem tem sido destaque a cada jogo e possivelmente nas cobranças de pênalti, cresça mais de metro diante dos inseguros cobradores.

Na máxima da bola, ou no meu “futebômetro”, tenho comigo que quatro são os cenários possíveis:

1_ Ganhar jogando bem! (sim, o melhor que poderia nos acontecer)

2_ Ganhar não jogando tão bem (sim, o que importa na verdade é a vitória)

3_ Perder jogando bem (eis a esperança que fica para a próxima apresentação)

4_ Perder jogando mal (aí a coisa está bem complicada)

Diniz tem se mantido no cargo e em grande parte no cenário 2.

Percebeu a duras penas que o mais importante é o resultado, principalmente para quem nunca o teve (no caso do treinador) e para quem há tempos não o atinge (no caso a nossa Instituição).

Time sério, jogando com vontade (outra novidade que andamos vendo nesses últimos jogos) e implacável na hora de produzir o gol.

Fizemos cinco no tal “melhor elenco do futebol brasileiro” e nove se fossemos contar a partida pelo Brasileirão.

Surpresos?

Eu confesso que estou, porém um surpreso feliz por ver de alguma forma nosso nome estar novamente retomando o respeito a muito não sentido pelos adversários.

Diniz ganhou, o elenco foi aplaudido e a torcida parece ter comprado a ideia de que agora o título parece possível.

Cedo?

Talvez.

Mas como não aproveitar e comemorar uma vitória e a classificação da forma como aconteceram?

Agora a ordem é respirar fundo, tirar a camisa da gaveta e começar a prepara-la pra um eventual e que parece até próximo, título.

Que venha o Grêmio, sub-sede tricolor para muitos jogadores que vestiram nossa camisa.

Que venha o Gaúcho, aquele que um dia se apresentou no Morumbi e sumiu, talvez preocupado em não corresponder a altura vestindo a camisa pra lá de gloriosa do nosso São Paulo.

Diniz te espera…

E quem sabe a gente não vai escutar de novo “A música no ar..”?

Avante “Tu és forte, Tu és grande” São Paulo!

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade