HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

O Palmeiras é Gigante!

Card image

Créditos: Palmeiras/Jogo de despedida do ex-jogador Zé Roberto, na arena Allianz Parque.

                                           “Se eu vi mais longe, foi por estar sobre os ombros

                                            de  gigantes”.

Isaac Newton.                                         

A epígrafe que anuncia esta coluna, popularizada por Sir Isaac Newton, mas atribuída a Bernardo de Chartres, expressa a importância em se reconhecer a grandeza de quem nos precedeu. E é sobre grandeza e gigantismo que vamos tratar essa semana.                    

Em dezembro de 2014 a Sociedade Esportiva Palmeiras, na época presidida por Paulo Nobre, anunciou a contratação do veterano lateral-esquerdo Zé Roberto, dono de uma brilhante carreira, porém, com 40 anos de idade.  Se sua contratação dividiu opiniões, a qualidade de seu futebol, por sua vez, era unanimidade.

Zé Roberto é sem sombra de dúvida um jogador que merece ser reverenciado como craque. Desde o início de sua carreira, em outro Palestra, o de São Bernardo, e depois na base da Portuguesa, Zé já se destacava pela habilidade e pela indiscutível categoria.

Em 1996, após uma brilhante temporada na Lusa, que foi vice-campeã brasileira, Zé recebeu a Bola de Prata como melhor lateral-esquerdo do Brasil. Não havia qualquer controvérsia: Estávamos diante de um grande talento, mas também de alguém que entendeu desde jovem a responsabilidade de ser um atleta.

Zé Roberto foi negociado com o Real Madrid, mas por lá acabou não se destacando muito. Faria sucesso mesmo é na Alemanha, onde defendeu com brilhantismo o Bayer Leverkusen, o Bayer de Munique e também o Hamburgo.  Jogou também pelo Santos, Al-Gharafa, Flamengo e Grêmio.

Em 2015, um ano após nosso dramático centenário, onde lutamos desesperadamente contra o que poderia ter sido um trágico rebaixamento, começou de fato a volta do Palmeiras ao seu verdadeiro lugar: o topo do futebol brasileiro.

Mais que um símbolo dessa reconstrução palmeirense, Zé Roberto foi sem dúvida um dos nossos grandes líderes nessa gloriosa epopeia. Do alto de seus 40 anos, corria em campo como um garoto. Estreou em uma bela vitória contra o Audax no Allianz Park. Mostrou e esbanjou a conhecida categoria e uma excelente condição física. Ninguém mais duvidava, o Palmeiras havia feito uma excelente contratação.

A glória e a consagração que tornam Zé Roberto um ídolo a ser sempre lembrado e reverenciado pela torcida palmeirense se consumou nas finais da Copa do Brasil de 2015.  Nosso adversário era o Santos, na época muito badalado pela mídia. Apontado como favorito absoluto, o Santos venceu o primeiro jogo da final por 1 x 0 e reforçou o discurso dos comentaristas esportivos de que o Palmeiras seria  um mero sparring para o time da baixada.

Uma semana depois, no dia histórico de 02/12/2015, Zé Roberto fez uma das mais emocionantes preleções que um time de futebol já conheceu. Suas palavras ecoam certamente até hoje na mente de milhões de palmeirenses. Se no início da temporada, em outra preleção, Zé Roberto havia pedido a todos que batessem no peito e repetissem que o Palmeiras era grande, nesse dia da grande final ele se corrigiu e fez todos repetirem :  “O Palmeiras é Gigante”. 

E nessa noite o Palmeiras foi mesmo um gigante e derrotou o propalado favoritismo santista.  Vencemos por 2 x 1 com dois gols do baixola Dudu e depois,  na decisão por penais, Fernando Prass  bateu o pênalti final para confirmar a frase de Zé Roberto:   “O Palmeiras é Gigante”.

Zé Roberto ainda jogou mais duas temporadas pelo Verdão e participou da conquista do Campeonato Brasileiro de 2016.  Exemplar como atleta, tem que ser referência para toda essa molecada que está subindo agora e também para alguns jogadores que se encostam à sombra da fama e querem jogar só com o nome.

Quando, aos 43 anos de idade, Zé Roberto encerrou a carreira, ainda continuava jogando muito e mostrando a disposição e a vitalidade de um menino.  Com muito mérito atualmente é Embaixador do Palmeiras. Zé Roberto nos representa plenamente, pois é um gigante que soube reconhecer o gigantismo do Palmeiras e honrar nossa camisa e nossa tradição.

José Carlos Fubalee

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Marcel disse:

    Lindo texto Zé, representa bem a Palestrinidade.

    1. Fubalee disse:

      Obrigado, Marcel.

  2. Jackson Luiz disse:

    Excelente texto!! Zé Roberto com certeza está nos corações dos palmeirenses!!! Zé Roberto um Gigante com a bola nos Pés!! Zé Carlos Fubalee, um gigante com as palavras 👏👏👏👏

    1. Fubalee disse:

      Valeu, Jackson Luiz. Agradeço pela leitura e pelo incentivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade