HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Palmeiras faz grande partida, mas não se classifica para a final

Card image

Créditos: Priscila Pedroso/ Camilinha e Angelina no primeiro jogo da semifinal contra o Corinthians

Nesta noite de segunda, 16, o Palmeiras perdeu para o arquirrival, Corinthians, na Neo Química Arena, e acabou não se classificando para a final do Brasileiro feminino. Apesar dos 3×0 para o time da casa, o jogo foi parelho.

O Palmeiras começou a partida de maneira bastante diferente do jogo de ida. Buscando mais o jogo, um pouco mais aberto, pressionando o adversário, contando com a meia-atacante Ary Borges e a atacante Carla Nunes desde o início. O primeiro tempo foi bastante disputado e, mesmo com o gol do Corinthians aos 21 minutos, o time alviverde não se abateu e ainda tentou criar chances.

Se tivesse aproveitado mais as jogadas de bola parada, o Verdão poderia ter saído na frente. E foi exatamente neste tipo de jogada, um escanteio, que o time sofreu o revés. O Corinthians ainda teve algumas chances no primeiro tempo, mas a goleira Vivi estava muito bem na partida e conseguiu defender várias bolas. Com destaque para um lance em que Adriana, do Corinthians, disparou no contra-ataque, entrando bem na área, mas foi atrapalhada pela volante Nicoly e parou em Vivi, que fechou bem o gol e fez ótima defesa.

Faltou também um pouco mais de calma para o Palmeiras. O time estava bem em campo, mas algumas atletas estavam afobadas, por vezes escolhendo mal as jogadas e errando passes. E, quando chegavam perto da área adversária, as palestrinas arriscavam chutes de muito longe ou não conseguiam construir boas jogadas, muitas vezes por faltar o último passe de qualidade.

O segundo tempo continuou com o Palmeiras conseguindo controlar os ataques adversários. Novamente, o alviverde apresentou um bom sistema defensivo, seguro na maior parte do tempo. Mas as zagueiras não brilharam tanto como no primeiro jogo, fazendo com que Vivi fosse novamente muito importante durante toda a partida.

Perto dos 30 minutos do segundo tempo, o técnico Ricardo Belli resolveu arriscar e colocar Lurdinha como ponta, para acelerar o jogo e tentar o gol de empate pela velocidade. E a jogadora até conseguiu ajudar e participar em bons lances, mas faltou um drible mais certeiro. Pouco depois, Camilinha, que, em boa parte do jogo, esteve abaixo do que costuma render foi substituída por Rosana, que levou um pouco mais de calma e organização para o meio de campo, tentando trabalhar um pouco mais a bola para construir boas jogadas.

No fim, faltou perna e experiência para as palestrinas, que lutaram até o último minuto. Apesar de terem dado espaço para o Palmeiras mais para o fim da partida, as jogadoras do rival souberam administrar bem o resultado e cadenciar o jogo, segurando a bola e valorizando os contatos. Além disso, elas mostraram um pouco mais de preparo físico, conseguindo dois gols nos acréscimos depois de o Palmeiras diminuir a intensidade.

Destaque para Angelina e Ricardo Belli. A meio-campista foi muito bem durante todo o jogo, propondo e criando jogadas. Muito acionada, Angelina distribuiu bem as bolas e tentou alguns lançamentos, principalmente quando Lurdinha entrou. Muito jovem, ela ainda tem um grande futuro pela frente. É uma importante jogadora para o time. Já o técnico conseguiu surpreender o Corinthians no início, tentou armar um time para lutar até o fim e apostou num jogo mais aberto, com uma defesa bem postada. Fez boas substituições quando precisou tentar o empate.

Um dos melhores jogos do Palmeiras até aqui na temporada. Mesmo com a derrota, o time alviverde jogou com bastante intensidade e soube enfrentar muito bem um adversário que está há mais tempo jogando junto e que é o melhor time do país atualmente. Há muito o que melhorar ainda, mas as contratações para o ano de 2020 já mostraram que podem render bastante e o time conseguiu disputar muito bem a série A1, sendo seu primeiro ano na primeira divisão. A expectativa é que o Palmeiras evolua na próxima temporada. Neste ano, ainda há o campeonato paulista para disputar e as palestrinas já estão classificadas para a segunda fase.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Comentários

  1. Vera Maria leite disse:

    Adorei a matéria ….muito obrigada…..

    1. Pê Truta disse:

      Nível Seleção
      É uma boa leitura pós jogo, você conhece bem as jogadoras eu acho incrível suas narrativas Tainá, acredito que existe um equilíbrio entre buscar o jogo & buscar o gol, mas este é caminho!
      O seu coração é verde como a vida deve-se ser & desta que te tenhas sempre uma boa matéria, você é a excelência do Palmeiras. Obrigado Tainá Shimoda pelos anos de dedicação, que em cada pulsar de tua alegria seja resplandecente em muitos outros pulsos >>> #tamojunto

    2. mm Tainá Shimoda disse:

      Obrigada você, Vera!

  2. Fubalee disse:

    Ótima cobertura. Força para nosso futebol feminino, pois em breve teremos títulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade