HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Palmeiras supera desfalques, bate fluminense e engata a oitava vitória consecutiva

Card image

Créditos: O meia atacante foi novamente destaque da equipe paulista Foto: Cesar Grecco – Palmeiras

Como esperado pela quantidade de desfalques do Palmeiras, o Fluminense começou a partida buscando a iniciativa. No entanto, apesar da maior posse de bola, a equipe carioca teve dificuldades para traduzir o domínio em boas oportunidades. O primeiro lance digno de nota ocorreu apenas aos 18 minutos, quando Nenê cobrou falta da intermediária e Hudson ajeitou para Luccas Claro completou para o fundo do gol. Após quase cinco minutos de verificação do VAR, o tento foi anulado por Vuaden, que assinalou impedimento do zagueiro tricolor.

Na primeira etapa, a equipe alviverde insistiu muito nos ataques pela esquerda, apostando na força da dupla Scarpa e Veron, que criou os três gols na partida contra o Ceará. No entanto, a dobradinha não conseguiu ter a mesma eficácia, muito por conta da falta de precisão de Gustavo Scarpa nos cruzamentos. Muito acionado, o (agora) lateral esquerdo não conseguiu encontrar ninguém dentro da área.

Patrick de Paula, de volta ao time titular após cinco jogos, não conseguiu manter o nível de Danilo. Aparentemente fora de ritmo e sem confiança, o volante atuou de maneira protocolar na primeira etapa, sem arriscar lançamentos ou passes em profundidade como de costume. Aos 42 do primeiro tempo, o Palmeiras teve sua primeira e única oportunidade. Veiga lançou mal para Willian mas Luccas Claro teve dificuldades para dominar e deixou a bola na medida para o atacante fuzilar para a bela defesa de Muriel.

Gabriel Veron novamente teve atuação destacada (foto: divulgação)

Após uma primeira metade morna, o segundo tempo começou agitado e o Palmeiras conseguiu abrir o placar em um dos seus primeiros ataques. Logo aos 2 minutos Raphael Veiga deu um ótimo passe para Lucas Lima na entrada da grande área e o meia chutou em direção ao gol, mas foi bloqueado por Nino. Após nova análise do VAR, foi constatado um toque na mão do zagueiro e o pênalti foi anotado. Veiga cobrou cruzado no ângulo de Muriel que acertou o canto, mas não conseguiu alcançar.

Como de costume após a saída de Luxemburgo, o Palmeiras manteve o o ímpeto ofensivo e logo ampliou. Após boa jogada trabalhada por Scarpa e Raphael Veiga, Willian saiu na cara do gol, mas parou em ótima defesa de Muriel. No rebote, a bola sobrou para o Scarpa, que cruzou rasteiro na medida para Raphael Veiga que, em belo chute de primeira, mandou para o fundo das redes. Com apenas 15 minutos do segundo tempo, o Palmeiras já havia criado mais do que na primeira etapa inteira.

Após primeiro tempo abaixo, Scarpa subiu de rendimento e participou do segundo tento alviverde (foto: divulgação)

Estando com dois gols de desvantagem, Odair Hellmann decidiu mexer no time. Luiz Henrique entrou no lugar do apagado Wellington Silva aos 17 do segundo tempo. Caio Paulista e Marcos Paulo entraram nos lugares de Nenê, cansado, e Michel Araújo. Com a boa vantagem de dois gols no placar e desgastado pela grande sequência de jogos, o Palmeiras recuou suas linhas e começou a esperar o Fluminense em seu próprio campo, em busca de uma escapada no contra ataque para definir o placar. A estratégia, no entanto, não deu resultado logo de cara, e o clube paulista teve de contar com duas boas intervenções de Jaílson para manter a vantagem intacta.

Aos 30 do segundo tempo teve estreia no Allianz.

O atacante Breno Lopes teve sua primeira oportunidade com a camisa palestrina, substituindo Willian Bigode que, novamente, teve atuação apagada. Zé Rafael, logo em seguida, voltou a sentir dores no tornozelo e deu lugar a Ramires, que, apesar da semana conturbada, foi relacionado para a partida por conta da grande lista de desfalques.

Lucas Lima deu lugar a Mayke aos 35 do segundo tempo e Felipe Cardoso, do time carioca, saiu para entrada de Lucca logo em seguida. Os últimos 15 minutos foram de pouca emoção, com o Palmeiras fechado administrando o resultado enquanto o Fluminense tentava, sem sucesso, uma blitz ofensiva para conseguir o primeiro gol e voltar para o jogo.

Com o resultado o Palmeiras conquistou sua oitava vitória consecutiva e chegou à quinta colocação do Brasileirão, ultrapassando o próprio fluminense, que caiu para oitavo com as vitórias de Santos e Grêmio. É uma vitória muito importante para a equipe paulista que, apesar dos doze desfalques, conseguiu se manter próxima do líder Atlético Mineiro e diminuiu a distância para Internacional e Flamengo, que tropeçaram na rodada. O elenco vem dando uma resposta muito positiva pra Abel Ferreira, que vem redescobrindo peças pouco usadas pelo ex-técnico Vanderlei Luxemburgo. Scarpa, agora como lateral esquerdo, foi novamente importante na construção de jogadas e participou do segundo gol. Renan e Emerson Santos tiveram mais uma atuação segura, com o jovem se destacando com um belíssimo desarme no final do segundo tempo, interrompendo um ataque promissor do tricolor carioca.

Com apenas 18 anos, Renan se tornou o zagueiro mais jovem a atuar pelo Palmeiras no século 21 e vem ganhando moral com Abel Ferreira (foto:divulgação)

O Palmeiras começa amanhã a preparação para a partida contra o Ceará na quarta-feira, válida pela Copa do Brasil. Por conta do ótimo resultado na partida de ida, o Verdão pode perder por até dois gols que mesmo assim avançará para as semifinais.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade