HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Em jogo apagado de ambas as partes, Inter perde para o Corinthians e corre risco de perder a liderança

Card image

Créditos: FOTO: RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL

O Internacional entrou em campo na Neo Química Arena, pela última rodada do primeiro turno, disposto a ganhar do Corinthians e se manter na liderança. O Corinthians, por sua vez, chegava no confronto com o desejo de ganhar para melhorar a sua situação na tabela do Brasileirão e, com isso, se distanciar da zona de rebaixamento.

O que se viu em campo por parte das duas equipes foi um jogo muito ruim: pouca produtividade de ambas as partes, muita lentidão de ambos os lados os lados e muitas divididas, disputas de bola no meio de campo. A lentidão, já mencionada acima como uma tônica do jogo por parte das duas equipes, esteve mais uma vez presente no time colorado, não é a primeira vez que isso ocorre: o Inter tem uma dificuldade muito grande de sair em velocidade, nossos adversários adiantam suas linhas nos marcando desde a nossa defesa e quando eles fazem isso nosso meio não se aproxima com velocidade da nossa linha defensiva e isso ocorreu ontem, pois Patrick Edenilson e Lindoso se aproximavam pouco, e de modo lento, da defesa, o que ocasiovana uma dificuldade de sair jogando desde a defesa muito grande, dificuldade refletida na quantidade de lançamentos feitos por Cuesta para o ataque.

Neste jogo de pouca qualidade de ambos os lados, é fato que o Corinthians foi melhor do que o Inter e teve mais oportunidades que o colorado, mesmo que tenham sido poucas as chances alvinegras. O gol corinthiano surgiu de uma falha de Cuesta, que não interceptou com a cabeça lançamento de Fagner pelo lado direito do ataque corinthiano e permitiu que Cazares recebesse a bola, e também de uma falha de Zé Gabriel, que não cortou o cruzamento de Cazares e deixou Davó escapar da sua marcação e marcar, em condição ilegal, o gol corinthiano.

O Inter foi o mesmo em sua atitude tanto no primeiro quanto no segundo tempo e Coudet mexeu mal no time para alterar a nossa postura: fez uma substituição correta de Marcos Guilherme, de atuação apagada, por D’alessandro,troca que melhorou levemente o time, mas ao invés de colocar Yuri Alberto no time e deixar a equipe mais agressiva ele substituiu dois laterais por dois volantes e preservou seu esquema de três volantes mesmo com o Inter perdendo e necessitando buscar o resultado, somente colocando Yuri aos 40 do segundo tempo, quando tudo estava quase acabado.

Esta derrota para o Corinthians pode nos custar a liderança dependendo dos resultados paralelos de Flamengo e de Atlético MG. Terminado o primeiro turno eu como colorado me digo feliz com o time, digo que, no início do campeonato, não acreditava que o Inter estivesse brigando pelo título do campeonato ao final do primeiro turno, a única coisa que me entristece foram alguns pontos que deixamos escapar como por exemplo pra Goiás, Bahia, Palmeiras, pois se tivessemos pontuado nestes e em outros jogos poderíamos ocupar a liderança com tranquilidade e folga. Para o segundo turno que o time continue com a garra da primeira metade do campeonato e que possa aproveitar melhor as oportunidades de pontuar e de se distanciar dos rivais na busca pelo título. VAMO INTER!! O primeiro desafio do colorado no segundo turno é contra o Coxa, no Beira-Rio, às 16 horas, no dia 8 de novembro.

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade