HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Santa Cruz e a excursão suicida

Card image

Créditos: Arquivo Santa Cruz FC

Década de 40, o ano era 1940 foi marcado pela conquista do campeonato pernambucano, já os anos seguintes não foram dos melhores para o Santa Cruz, pior: foi o ano da excursão suicida ou da morte como também é conhecida.

Em 1943, quando o Santa enfrentava vários problemas financeiros, decidiu viajar pelo norte e nordeste do Brasil em meio a segunda guerra mundial.

O percurso durou quatro meses e após passar por natal onde goleou a seleção potiguar por 6×0, a viajem seguiu para Belém e depois Manaus, foi em Manaus onde alguns jogadores tiveram uma forte disenteria.

Ao decorrer da viajem pelo Rio Amazonas dois jogadores (king e papeira) voltaram a sentir os sintomas anteriores e foram diagnosticados como portadores da febre tifóide.

Com um bom dinheiro já conquistado com os jogos que haviam realizados, o plano era volta pra Belém e depois Recife, mas com a segunda guerra mundial acontecendo, o governo proibiu.

Com isso o dinheiro dos jogos estava comprometido, todos foram pegos de surpresa e a direção teve que mudar os planos. Com pouco dinheiro tiveram que voltar de ônibus, faziam paradas para jogar amistosos e obter dinheiro para custear a viajem de volta.

A situação já não era das melhores e pra piorar os jogadores king e papeira foram internados em Belém, mesmo assim o Santa Cruz entrou em campo onde venceu o clube do Remo por 4×2, algumas horas depois receberam a notícia da morte de king, com isso alguns jogadores decidiram deixar o Santa Cruz e voltar para Manaus e jogar em algum clube de lá.

Três dias após a morte do goleiro king, faleceu o atacante papeira, o clube teve que cobrir os gastos com enterros e internações, ficou sem dinheiro, foi então que o governo local resolveu realizar um jogo beneficente para ajudar as famílias, quando o Santa deixou o Pará com destino a Recife com 4 jogadores a menos passou por más situações, como viajar com presos e o fato do trem sair dos trilhos por duas vezes, a maré de azar parecia não ter fim.

A excursão acabou 58 dias após os óbitos, e assim foi escrita uma parte da história do Santa Cruz futebol clube no futebol brasileiro.

Deixo aqui registrado os heróis da excursão suicida, são eles: king, Sidinho 2, Pedrinho, Zé Maria, Eutímio, Omar, Pelado, Amaro, Capuco, Edesio, Sidinho 1, Guaberinha, Pinhegas, Limoeirinho, França e Papeira.

Ver mais

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade