HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Preparação e trajetória das Meninas de Aço na Série A2

Card image

Créditos: Divulgação/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia retomou o projeto do futebol feminino com time próprio em agosto de 2019 após uma breve parceria com o Lusaca. Investindo na modalidade, abraçou o futebol feminino para além da obrigatoriedade. O clube disputou o Campeonato Baiano sendo campeão pela 4ª vez, de forma invicta, com 9 triunfos, 44 gols marcados e somente 2 sofridos perante um público de mais de 3 mil torcedores na final na Fonte Nova.

Confiantes para buscar o acesso a Série A1 no Brasileiro Feminino, além de reforços no time, as atletas puderam contar com toda estrutura já disponível da Cidade Tricolor, mesma utilizada pelo time masculino. Elas também possuem patrocínio próprio da CAM – Clínica de Assistência a Mulher. As Meninas de Aço começaram o Brasileiro A2 com um triunfo de 8 a 0 na UDA-AL. Três gols de Gadu, três de Ellen, um de Dan e um de Lidy. O tricolor fez uma partida tranquila, com evidente diferença técnica e a perspectiva de uma primeira fase sem maiores percalços. Então houve a pandemia e todos os jogos foram suspensos.

O período de pandemia impactou de forma significativa na receita dos clubes, não sendo diferente no Bahia, mas a diretoria se comprometeu, e cumpriu, a não alterar o salário das jogadoras, mesmo com as dificuldades. Também forneceram todo suporte para que elas atravessassem esse período com menor dano possível. Isso garantiu um pouco mais de segurança para que elas pudessem focar no preparo para o retorno.

Ítalo Trinchão, preparador físico da equipe feminina, em sua participação no programa 004 da Turma do Xaréu no Youtube, contou que durante a pandemia os treinos online foram divididos em cinco atributos: técnico, tático, físico, psicológico e mental. Para abarcá-las foram realizadas palestras, apresentações, depoimentos de pessoas envolvidas com o futebol feminino e com ídolos do clube. A parte física foi dividida ainda em quatro momentos: força, resistência, padrão de movimento e técnica de corrida, sendo que esses dois últimos pontos tiveram um foco maior por acabarem englobando também a força e resistência que já haviam sido bem trabalhadas no primeiro semestre. Ítalo salientou ainda os cuidados necessários já que a mulher tem sete vezes mais chances de se lesionar do que um homem.

Faltando duas semanas para a reapresentação, eles lançaram alguns desafios pra elas correrem 5, 10, 15km, e com um treino adaptativo para o retorno. A primeira semana de treino presencial foi separada em três treinos somente de adaptativo. Do quarto treino já começaram a utilizar bola, chuteira e progredir para outros níveis. O preparador sempre posta vídeos com trechos dos treinos e com orientações sobre o trabalho que vem realizando em suas redes sociais.

No Programa Manu e as Minas de 20/10/2020, na plataforma do clube Sócio Digital, Igor Morena, técnico das Meninas de Aço, relatou que trabalhou bastante o modelo de jogo com as organizações ofensivas e defensivas, através de vídeos gravados pela equipe de Análise de desempenho, e estudou as equipes adversárias. Apesar de ter perdido somente duas jogadoras durante o período da pandemia, Igor avaliou que os reforços anunciados pelo Bahia viriam a fortalecer o time, que tinha carências em algumas áreas, e ampliar o leque de opções.

Com uma responsabilidade maior devido o investimento e preparação, além da alta expectativa da torcida, as Meninas de Aço enfrentaram o Auto Esporte Clube no Estádio Almeidão, em João Pessoa-PB, com diversos desfalques e venceram de virada por 5 x 1. Dois gols de Gadu, um de Vi, um de Milena Bispo e um de Giovânia contra um de Letícia, jovem promessa do Auto Esporte. O time se manteve na liderança do grupo C e Gadu é a artilheira da competição, até então.    

O caminho ainda é longo para as Meninas de Aço nessa série A2, mas o trabalho que vem sendo realizado é promissor e merece o apoio dos torcedores. Apesar de um projeto novo, o investimento e a dedicação de todos os profissionais envolvidos, sejam as jogadoras, comissão e demais áreas, demonstram a seriedade do trabalho que estão desenvolvendo e das sementes que estão sendo plantadas. Os frutos começam a ser colhidos com o título estadual e a convocação (mais de uma vez) para a Seleção Brasileira Sub-20 de duas jogadoras do elenco: Anna Bia, goleira, e Nine, lateral direita.

Oponente da terceira rodada, o jogo contra o Náutico, no Estádio de Pituaçu, Salvador-BA, prometia um triunfo tranquilo. As Meninas de Aço dominaram completamente a partida, porém não conseguiam converter as finalizações e pecaram bastante no posicionamento tático. O preparo físico e a alta qualidade das jogadoras pesaram a nosso favor. Nine entrou dando uma nova dinâmica na partida e converteu dois gols. Dan fez o terceiro sacramentando o triunfo.

O treinador Igor Morena precisará ajustar a questão tática, mas o time tem grandes possibilidades de evolução, especialmente com o retorno de Anna Bia e Nine, que estavam na Seleção, Esquerdinha, que estava lesionada, e da meia Val, recém-contratada. Com alguns bons nomes ainda no departamento médico e outras jogadoras brigando por posição, o ajuste é questão de tempo.

No jogo contra o Sport, no Estádio de Pituaçu-BA, as Meninas de Aço construíram algumas boas jogadas, mas tiveram uma dificuldade maior pelo Sport ser um time mais bem postado. Pecaram na finalização novamente, porém ainda vejo o time com deficiência grande no posicionamento. O triunfo veio com 3 gols de Gadu, garantindo não só a artilharia do campeonato, mas a liderança do grupo C e a classificação antecipada. A artilheira chegou a me responder que a música que ela escolheu para os três gols feitos foi Sabe, da cantora Ana Gabriela.

Arte: Thamires Barbosa

O time feminino entra em campo novamente contra o Cruzeiro-RN, pela última rodada da primeira fase. As Meninas jogam para manter os 100%, enquanto as cruzeirenses lutam por uma vaga. Terceiro colocado do grupo, o Cruzeiro-RN pode passar o Sport, se as leoas perderem ou empatarem. A classificação delas pode ocorrer ainda por serem uma das terceiras que mais pontuaram, então não será um jogo fácil. É um excelente momento para corrigir os posicionamentos e se preparar para próxima fase que tem times mais duros.

O torcedor abraçando esse projeto, apoiando as Meninas de Aço, torcendo, acompanhando, só dará ainda mais forças para que novos patrocinadores surjam, novos investimentos sejam feitos e elas cresçam ainda mais. E que venha esse acesso para coroar essa nova fase! BBMP!

A partida terá transmissão pelos canais CBFTv e MyCujoo.

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade