HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

O papel da torcida do Cruzeiro no atual momento do clube

Card image

Créditos:

O ano de 2020 tem sido um momento atípico para a sociedade mundial devido à pandemia da Covid-19 que atingiu o mundo. No futebol não é diferente e no contexto específico do Cruzeiro também. O fato é que o Cruzeiro como Instituição nunca antes havia precisado tanto da sua torcida em seus 99 anos de história, como no atual momento.

Você, leitor, deve estar se perguntando: como a torcida irá se fazer presente em um cenário de pandemia em que os estádios estão sem público? Pois bem, eu entendo que o papel do torcedor não se restringe unicamente aos 90 minutos, mas, também, após o tempo decorrido de jogo. Assim, a torcida do Cruzeiro, que já estava ciente de que seria um ano atípico, visto que jogaríamos pela primeira vez na nossa história o Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão, agora, após 18 rodadas de campeonato, deve entender que o momento é o mais delicado possível.

O time, que vem trocando constantemente de treinadores – já são quatro só em 2020 – e que passa por dificuldades econômicas para manter a folha salarial, agendou o pagamento de dívidas para os anos posteriores, contando com a volta para a Série A, além de que, dentro das quatro linhas, não consegue ter o rendimento de um time de G4. Dito tudo isso, a torcida precisa levar em consideração que desistir nunca foi uma opção quando o assunto é o Cruzeiro. Afinal, aprendemos isso com os incontáveis campeonatos que conquistamos nesses 99 anos de existência.

Então, qual seria o papel do torcedor cruzeirense nesse momento? Primeiro, o de fiscalizar e o de cobrar atitudes transparentes dos dirigentes e dos jogadores; em segundo lugar, o de apoiar o elenco com a colocação de faixas, mosaicos e bandeiras no Mineirão em dias de jogo como mandante, visto que isso mostra para os atletas que eles não estão sozinhos nesse momento de adversidade. Além disso, como papel mais importante, vejo que a torcida do Cruzeiro deve se unir. Acompanhamos cenas tristes ano passado, quando duas torcidas digladiavam-se nos jogos da equipe, enquanto a Instituição Cruzeiro Esporte Clube era rebaixada para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro rodada após rodada. Infelizmente, essa disputa de poderes também acontece entre torcedores organizados e comuns, seja no cenário real ou virtual. E quem perde? Apenas o Cruzeiro e a sua torcida, com punições sancionadas pelas autoridades e com a ausência de torcedores em dias de jogos.

No entanto, o que me mantém confiante e esperançoso que passaremos por essa fase é o fato de mobilizações estarem sendo organizadas por grupos de torcedores (Organizados ou não) para, justamente, demonstrar apoio, fiscalizar e mostrar para os jogadores que estamos e permaneceremos unidos para ajudar o Cruzeiro a sair dessa situação. Porque afinal, como torcedores, devemos viver o Clube e os seus bastidores com o objetivo de não deixarmos acontecer desfalques com o Cruzeiro, como os que foram à tona recentemente.

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade