HOME CLUBES PRINCIPAL COPAS MUNDO DO FUTEBOL FUTEBOL FEMININO MERCADO DA BOLA CULTURAL CONTATO

 

 

SERIE A

SUDESTE

NORDESTE

SUL

CENTRO-OESTE

NORTE

Popó, “o cara” da agitação tricolor se emociona ao falar da sua paixão pelo Fortaleza

Card image

Créditos: Ronaldo Oliveira/Puxador dos Leões da Tuf, Carlos Henrique “popó”

“A gente vive para o Fortaleza, então o Fortaleza é o que nos motiva, nos guia e a gente vive para apoiar, incentivar e defende-lo de todas as formas.” Carlos Henrique “Popó”.

O puxador de uma das maiores torcidas organizadas do país, Carlos Henrique, de 35 anos, mais  conhecido pelo cognome “Popó”, é um querido torcedor do Fortaleza Esporte Clube que  anima a principal torcida do clube, a Torcida Uniformizada do Fortaleza, os Leões da TUF. 

Popó chegou aos Leões da TUF ainda no final da década de 90, em 2008 passou a integrar  cargos na organização da torcida chegando ao posto de puxador no ano de 2011. Para o  puxador, o Fortaleza EC é seu alicerce e principal motivação para sua vida. 

“O Fortaleza é meu alicerce, é o que motiva, uma vitória do Fortaleza deixa uma semana bem  melhor, enquanto uma derrota deixa uma semana um pouco pior, a gente vive para o  Fortaleza, então o Fortaleza é o que nos motiva, nos guia e a gente vive para apoiar, incentivar  e defende-lo de todas as formas.” Disse Popó. 

Carlos Henrique lembrou também de momentos que marcaram sua vida de torcedor tricolor,  como o histórico jogo da última rodada do quadrangular da Série B de 2004, quando o  Fortaleza possuía, segundo matemáticos, apenas 2% de chance de conseguir o acesso, venceu  o Avaí no Castelão por 2×0 e a combinação de resultados favoreceu o clube cearense que subiu  para Série A. 

“Tínhamos que vencer por 2 gols de diferença e esperar que o Bahia perdesse dentro de casa,  na Fonte Nova lotada, deu certo e no Castelão foi uma grande festa para mim, esse foi um  grande jogo”, falou eufórico, relembrando. 

O torcedor ainda relembrou a final épica do Campeonato Cearense de 2015, quando o  Fortaleza foi campeão sobre o maior rival, o Ceará Sporting Club, com gol do atacante Cassiano  aos 47 minutos do segundo tempo, apenas dois minutos após o gol que daria o título ao Ceará. 

Comentando sobre os anos do clube na Série C, “Popó” diz que encara como uma grande  provação: “tenho uma fé muito grande, eu acho que foi uma provação, foi um teste Fortaleza, é claro que foram anos difíceis, mas mantemos uma média de público boa, inclusive alguns  anos sendo uma torcida que colocou mais torcedores nos estádios, então achei que foi uma  guerra, uma batalha que nós estamos passando e vencemos juntos.” 

Carlos se emociona ao falar do cargo de puxador: “É emocionante, muito gratificante, é um  trabalho árduo, complicado e de muita responsabilidade, mas que eu encaro como uma  missão. Saio de casa para a bancada cantar os 90 minutos, perco 90% dos gols, mas enxergo a  emoção nos olhos torcedor, isso para mim, valem até como gols, não tem preço, é a minha missão”

Ver mais

mm

Sobre o autor

Ver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Siga nossas redes sociais

© 2020 Atras do Gol é uma marca registrada da Atras do Gol Limited Liability Company.  Todos os direitos reservados. O uso deste site constitui aceitação de nossos Termos de Uso e Política de Privacidade